Enquanto os esforços para conter o COVID-19 avançam, a Delta adotou medidas proativas e voluntárias para ajudar os clientes a ter uma experiência de voo saudável.

  1. Limpeza, limpeza e mais limpeza.

A desinfecção de superfícies é uma maneira importante de minimizar a disseminação de vírus, de acordo com o CDC e a OMS. Dos aeroportos às aeronaves, aqui estão algumas maneiras pelas quais a Delta está trabalhando para garantir uma experiência de voo saudável usando produtos antivírus aprovados pela EPA e pela OSHA:

  • Aeronaves - A Delta dobrou seu programa de limpeza regular ao adicionar um processo de nebulização - frequentemente usado pela indústria de alimentos - para desinfetar o interior das aeronaves transoceânicas. À medida que os voos transoceânicos chegam, a nebulização ocorre após uma limpeza inicial, desta vez com bandejas abaixadas, caixas de lixo suspensas e portas de banheiro abertas. As telas sensíveis ao toque do entretenimento de bordo recebem uma limpeza extra usando lenços desinfetantes. Confira mais detalhes sobre os procedimentos de limpeza e higienização de aeronaves da Delta aqui.
  • Quiosques de check-in - Embora as telas sensíveis ao toque sejam convenientes, elas exigem que os clientes toquem na mesma superfície que outras pessoas. É por isso que desinfetamos os quiosques dos aeroportos várias vezes ao dia. Os clientes sempre podem baixar o aplicativo Fly Delta para que possam fazer o check-in pelo telefone. Basta fazer login como "convidado" ou criar uma conta Delta SkyMiles gratuitamente.
  • Áreas dos portões - Além da área de balcões e do saguão do aeroporto, a Delta aumentou o cronograma de limpeza das áreas dos portões, disponibilizando prontamente suprimentos aos nossos agentes de atendimento ao cliente para limpeza pontual ou mais frequente e mais limpeza de assentos.
  1. Dar uma mão aos clientes (desinfetante e muito mais).

Uma higiene pessoal simples, incluindo lavagem frequente das mãos e não tocar nos olhos, nariz ou boca, é essencial para minimizar a propagação do COVID-19 e outros vírus. Embora saibamos que muitos clientes seguem essas orientações, aqui estão algumas outras maneiras pelas quais a Delta está munindo os clientes com dicas de asseio pessoal:

  • Desinfetantes para as mãos - A Delta está colocando desinfetantes para as mãos em todos os balcões de atendimento, portões de embarque, Centros de Ajuda, Escritórios de Serviço de Bagagem e Delta Sky Clubs, começando nos aeroportos centrais, onde atendemos o maior volume de clientes - algo que funcionários e clientes podem utilizar antes de embarcar na aeronave.
  • Kits de conforto - Esses kits para clientes em voos internacionais de longa duração incluem desinfetante para as mãos ou toalhas de limpeza.
  1. Respirar bem no voo.

As aeronaves da frota da Delta possuem um sistema de circulação de ar de ponta com filtragem HEPA ou um sistema que aspira o ar fresco do lado de fora para substituir o ar da cabine. Os filtros de ar HEPA extraem mais de 99,999% dos menores vírus, incluindo os coronavírus.

  1. Munir os funcionários com fatos e suprimentos.

Os funcionários da Delta são a base do nosso sucesso - sua saúde, segurança e conhecimento são fundamentais. Aqui estão algumas maneiras pelas quais apoiamos os funcionários para que eles possam dar melhor suporte aos clientes:

  • Suprimentos - Fornecendo desinfetante para as mãos, luvas e outros equipamentos de proteção, principalmente para quem se envolve diretamente com os clientes, e máscaras para uso dos passageiros doentes, seus cuidadores, comissários de bordo ou pilotos que estão em contato próximo com clientes doentes.
  • Informações - A Delta lançou um centro de comando COVID-19 interdisciplinar com líderes e especialistas no assunto, para que possamos responder com agilidade e nos comunicar com os funcionários sobre a evolução da orientação do CDC e da OMS. Atualizações gerais e orientações específicas para cada função estão sendo fornecidas aos funcionários regularmente.
  • Nesta semana, a Delta recebeu médicos do CDC que trabalham no surto de COVID-19 em um recinto de Atlanta, onde os funcionários da linha de frente puderam fazer perguntas e ouvir especialistas. Para os funcionários que não puderam comparecer, os líderes da Delta estão compartilhando o que foi aprendido e as principais informações foram compartilhadas com todos os funcionários da Delta em todo o mundo.
  1. Estar em sintonia com os especialistas.

A equipe de serviços de saúde da tripulação aérea e dos passageiros da Delta tem um relacionamento próximo com o CDC e a OMS, e eles aumentaram esse contato à medida que as orientações foram evoluindo para garantir que estamos tomando todas as precauções necessárias para um voo saudável. Assim, todos os processos de saúde e segurança da Delta atendem aos altos padrões dessas organizações e muitos os excedem.

  1. Lembrando o que aprendemos com outros surtos.

O COVID-19 não é a primeira epidemia que enfrentamos, e o que aprendemos com o H1N1 e o Ebola ajudou na preparação para cuidar dos clientes hoje. Embora todo evento de saúde tenha elementos únicos, os ajustes que a Delta fez no passado continuam surtindo efeitos no gerenciamento do COVID-19. Isso inclui equipar as aeronaves com kits de primeiros socorros, desinfetantes para as mãos e para a superfície e outros itens, de acordo com as recomendações do CDC, para que os comissários possam manter sua própria saúde e a saúde das pessoas a bordo, caso o cliente mostre sinais de infecção.

Related Topics