Os resultados do último trimestre de 2016 da Delta mostram que a América Latina é uma das regiões que contribuíram para o sucesso global da companhia aérea. O PRASM teve aumento de 5%, em comparação ao mesmo período do ano anterior, no último trimestre de 2016, o segundo resultado positivo consecutivo na região. A Delta acredita que este ritmo deve continuar em 2017, pois a companhia aérea está se preparando para lançar um acordo muito esperado de cooperação conjunta com a Aeroméxico.

A atribuição da Delta como a melhor companhia aérea norte-americana na América Latina e Caribe e seus resultados financeiros e operacionais são o produto de anos de planejamento e operação disciplinada, além de sempre levar em conta as necessidades dos clientes em cada forma de contato.

Nicolas Ferri, vice-presidente da Delta para a América Latina e o Caribe, falou ao News Hub sobre a recuperação do Brasil, seus planos para manter o ritmo positivo na região e sobre as novidades no México, já que a empresa se prepara para fazer um acordo de cooperação conjunta histórico com a Aeroméxico.

Nicolas Ferri

News Hub: O caminho para a recuperação no Brasil foi indicado por Glen Hauenstein na semana passada com os resultados positivos da empresa. Qual é o segredo para o sucesso em tempos de crise financeira e qual a sua opinião para fortalecer o mercado nesse caminho até a recuperação?

Nicolas Ferri: É motivador obter indicadores de recuperação contínua no Brasil e ter o suporte da contribuição do mercado, levando às mudanças na região. O ambiente macroeconômico no Brasil continua frágil, mas estamos vendo sinais de recuperação, principalmente nos voos entre os Estados Unidos e Brasil.

Vamos começar com nossa aliança estratégica com a GOL, que recentemente comemorou cinco anos. Como parceiras, o compromisso da Delta e da GOL com os clientes é mantê-los em primeiro lugar em tudo que fazem. Isto guia nossas equipes todos os dias, para fornecer confiabilidade operacional incomparável, apresentar aprimoramentos em conjunto nos serviços, como as novas salas VIPs em São Paulo e Rio de Janeiro, anúncios permanentes da Delta no website da GOL, novos produtos aos clientes e forte coordenação geral das atividades e planejamento dos negócios.

O trabalho da Delta com a GOL reflete o ótimo alinhamento das duas culturas e equipes, que estão focadas no trabalho em conjunto para melhorar os resultados financeiros e liderar o mercado interno brasileiro. Esse trabalho contínuo é um componente fundamental da nossa parceria.

NH: A América Latina apresentou aumento de 5% em comparação ao mesmo período do ano anterior, conforme relatado (último trimestre de 2016 versus último trimestre de 2015). Quais são os próximos passos para manter este ritmo durante o ano e no futuro? E, como vice-presidente regional da Delta nos últimos seis anos, o que tem feito a diferença para o crescimento e sucesso da companhia aérea na região?

NF: Cada subentidade na América Latina contribuiu para os resultados positivos obtidos no último trimestre de 2016 e estamos comprometidos com a manutenção deste ritmo. Isto inclui um plano ambicioso de aumento na receita dos negócios. Teremos aumento e ritmo sustentáveis com o fortalecimento das nossas alianças, investimentos cautelosos e compromisso persistente com a segurança e confiança operacional.

Na América Latina, mudamos efetivamente a forma de vender, temos uma equipe excepcional de profissionais que abraçaram as mudanças e promovemos a cultura da colaboração, transparência e cooperação com nossos parceiros de aliança. A Delta é considerada uma referência no setor de companhias aéreas da América Latina, o que é um motivo de orgulho para todos nós.

Nossos parceiros exercem um papel fundamental e são o motor da nossa criatividade, rede e recursos, que nos deixam mais fortes que a concorrência. Fazemos de tudo para tratar nossos clientes mútuos como próprios, e eles por sua vez, mostram sua preferência e satisfação em pesquisas do setor, como a Net Promoter Score®, que mensura a experiência do cliente e prevê o crescimento nos negócios. Ainda temos um longo caminho a percorrer, mas estamos na direção certa.

Nosso plano de crescimento sustentável e sua colocação em prática, com investimentos em conjunto com nossos parceiros, aumentou a fidelidade e a confiança dos nossos clientes. Continuaremos investindo em instalações, produtos, tecnologias e inovações, como o sistema RFID (identificação por radiofrequência), e buscando outras oportunidades para aumentar a preferência.

Quando vejo esses seis anos de liderança na região, existem várias coisas que posso listar como essenciais para o nosso sucesso. Porém, a diferença da Delta está em nossas pessoas. Agradeço a cada um dos nossos funcionários por seguir as Rules of the Road (o manual de boas práticas da Delta) e pela sua dedicação à excelência.

NH: A empresa deve estabelecer um acordo de cooperação conjunta com a Aeroméxico, que será um divisor de águas na região. Como está o andamento deste processo?

NF: Em dezembro, o Departamento de Transportes dos Estados Unidos fez a concessão da imunidade antitruste, e agora está em andamento o processo de cessões. Esperamos começar nosso acordo de cooperação conjunta com a Aeroméxico já no início do segundo trimestre de 2017. Além disso, durante o segundo trimestre do ano, devemos concluir nossa oferta de assumir até 49% do capital social em circulação do Grupo Aeroméxico S.A.B. de C.V.

Nossa relação com a Aeroméxico é muito forte, eles têm um negócio extraordinário e o alinhamento estratégico entre as nossas empresas não poderia ser melhor. Juntas, as duas se tornarão a maior operadora entre o México e os Estados Unidos. Isto trará muitas oportunidades para nossos clientes, funcionários e acionistas. Queremos fazer desse acordo o melhor e não vamos parar até que seja realizado.

Related Topics:
Share