A Delta retomou as operações de forma limitada no Aeroporto Internacional de Salt Lake City e espera voltar a oferecê-las de maneira completa assim que a FAA (Administração Federal da Aviação, na sigla em inglês) tiver equipamentos de reserva disponíveis e sua torre principal for considerada segura.

Atualização anterior: 14h30, quarta-feira, 18 de março

As equipes da Delta estão avaliando o impacto no serviço após um terremoto de magnitude 5,7 na escala Richter ter ocorrido a cerca de 48 quilômetros do hub da companhia no Aeroporto Internacional de Salt Lake City.

"A segurança de nossos funcionários e clientes é nossa prioridade máxima após o terremoto de hoje perto de Salt Lake City", disse Adam Ryan, Diretor Administrativo de Operações de Atendimento ao Cliente em Salt Lake City. "Todos os nossos funcionários em serviço foram contabilizados e estão seguros, e estamos trabalhando em estreita colaboração com o aeroporto para poder retomar nossa operação o mais rápido possível."

Garantir a segurança é o importante no momento, e o Centro de Operações e Clientes em Atlanta e a equipe Delta em Salt Lake City trabalham com as autoridades da FAA e do aeroporto para avaliar a operação. O tráfego aéreo foi interrompido e dezenas de voos foram desviados para outros aeroportos da região. Esses voos continuarão para Salt Lake City assim que o serviço for retomado.

A Delta está trabalhando com funcionários do aeroporto para acessar suas instalações e superfícies operacionais antes de voltar às  operações. A equipe de reservas da Delta tem contatado clientes que podem ser afetados e desejam ajustar seus voos.