A prestigiada revista Harvard Business Review avaliou o CEO da Delta, Richard Anderson, entre os “CEOs com o melhor desempenho no mundo”.

Anderson foi o único diretor de companhias aéreas – nos EUA ou no mundo – a fazer parte da lista da HBR.

A análise classificou os CEOs das principais empresas do mundo com base no desempenho financeiro, critério que pesou  80% na avaliação do ranking, juntamente com uma medida chamada de ESG, sigla para “Environmental, Social e Governance performance” ou em português, desempenho ambiental, social e de governança, que participou com 20%.

"O ranking de CEOs da HBR destina-se a ser uma medida de sucesso duradouro", a publicação explicou em sua edição de novembro que saiu esta semana. "Nós acompanhamos e analisamos o desempenho de cada CEO a partir de seu primeiro dia no cargo. Nosso objetivo é criar uma lista que vai além dos mais recentes resultados trimestrais ou até mesmo anuais e avalia de forma verdadeira o desempenho de longo prazo.

Anderson, que lidera a Delta desde 2007, ficou na 97ª posição. Outros CEOs dos EUA que foram incluídos na lista são Howard Schultz do Starbucks (12), John Mackey da Whole Foods (43), Daniel Amos da Aflac (69) e Jeff Bezos da Amazon (87). No topo da lista estava Lars Rebien Sorensen da empresa de saúde dinamarquesa, Novo Nordisk.

O reconhecimento é apenas o mais recente para o principal líder da Delta, que foi classificado entre os melhores CEOs do mundo pela revista Barron, entre os CEOs com o melhor desempenho da América pela CNN Money e entre os 25 mais influentes executivos do setor pela Business Travel News, entre outras distinções.

E sob a liderança de Anderson, a Delta foi nomeada a Companhia Aérea do Ano da revista Air Transport World, ficou posicionada entre as empresas mais admiradas da revista Fortune e muito mais.

Related Topics:
Share