A Delta investiu bilhões de dólares em produtos, serviços e tecnologias para aprimorar a experiência do cliente durante o voo, incluindo a instalação de poltronas-cama na Delta One e entretenimento gratuito. A Delta também é líder em seu compromisso com a inovação da experiência em solo.

A companhia aérea participou com mais de US$ 7 bilhões em projetos aeroportuários desde 2006 e, juntamente com seus aeroportos parceiros, estará envolvida em projetos de infraestrutura de US$ 12 bilhões nos próximos anos.

“O“Flight Plan (objetivos da empresa para 2017) envolve importantes marcos no investimento em infraestrutura dos aeroportos de ATL, LAX, LGA, SEA e SLC, uma boa notícia para nossos clientes e funcionários”, disse Holden Shannon, vice-presidente sênior de Imóveis Corporativos. “O trabalho que está sendo feito neste ano e que continuará nos próximos anos não só proporcionará uma ótima experiência ao cliente, como também permitirá uma maior eficiência operacional à medida que conectamos nossos clientes de forma segura e confortável em todo o mundo. ”

Veja abaixo cinco projetos importantes para acompanhar em 2017:

Aeroporto LaGuardia de Nova York (LGA): uso mais eficiente do espaço limitado.

A Delta, que opera cerca de 275 voos diários de seu hub em LGA, substituirá os Terminais C e D do Aeroporto LaGuardia de Nova York por uma infraestrutura moderna de US$ 4 bilhões a partir do fim deste ano. Este projeto baseia-se nos mais de US $ 2 bilhões que a companhia aérea investiu nos aeroportos de Nova York ao longo dos últimos sete anos e nos permitirá aprimorar a experiência de conexão do cliente no LGA.

Os novos aprimoramentos no terminal:

  • 37 portões em quatro saguões conectados por um lobby de check-in centralizado, posto de segurança e retirada de bagagem.
  • 33 desses portões terão acesso a pistas de taxiamento duplas, diminuindo a espera e o tempo de taxiamento para entrar e sair do portão antes da decolagem e depois do pouso.
  • Um novo e maior Delta Sky Club, com deck aberto (Sky Deck), sala de espera maiores e mais assentos, além de 30% mais espaço para concessões do que o espaço atual nos Terminais C e D.
  • Mais vagas no estacionamento, vias de acesso e saída mais eficientes e infraestrutura para receber a futura conexão por trem entre o LGA e Manhattan.

Aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX): deslocamento para local moderno.

No fim deste ano, a Delta, companhia aérea que mais cresce no LAX desde 2009, mudará suas operações para um espaço em conjunto com vários parceiros de joint venture e alianças. Essa mudança é apenas o primeiro passo de um plano de US$ 1,9 bilhão – um dos maiores desse tipo na cidade – para modernizar, aprimorar e conectar com segurança os Terminais 2, 3 e TBIT nos próximos sete anos, apoiando a estratégia global da companhia aérea.

O novo espaço apresenta:

  • Um lounge privativo de check-in Delta One
  • Novas instalações do Delta Sky Club.
  • Check-in rápido para os serviços Delta.

A Delta também se beneficiará operacionalmente de um sistema integrado de bagagens, duas vias de circulação entre os terminais 2 e 3 e menos congestionamento na rampa do lado norte do campo de pouso.

Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma (SEA): potencial de crescimento.

A geografia favorável de Seattle, sua forte economia, base corporativa diversa e foco no mercado internacional fazem da cidade o local ideal para um importante hub global, mas a expansão dos serviços aéreos estava estagnada parcialmente devido à limitação das instalações internacionais. Para resolver essa questão, a Delta está envolvida com o Porto de Seattle na construção de uma nova instalação de chegadas internacionais, de US$ 650 milhões, que, assim que concluída, terá 18 portões internacionais e poderá receber até 2.600 passageiros (atualmente recebe 1.200), permitindo operações mais eficientes do hub. As equipes esperam que grande parte do projeto seja concluída em 2017. A Delta é a maior transportadora global do Sea-Tac (SEA), com mais de 150 voos por dia para mais de 40 destinos, incluindo oito destinos internacionais de longa distância.

Aeroporto Internacional de Salt Lake City (SLC): layout repleto de comodidades que facilita as conexões.

A Delta é a maior companhia aérea que atende o aeroporto de Salt Lake City, com mais de 260 voos por dia para aproximadamente 90 cidades. A companhia aérea está fazendo uma parceria com o aeroporto para aprimorar a infraestrutura atual e substituí-la por um complexo moderno de terminais e saguões lineares, semelhante ao design do aeroporto de Atlanta, que otimizará as eficiências operacionais deste hub com grande número de conexões. A construção deste projeto de US$ 2,9 bilhões começou em 2014 e continuará em fases até 2023; a construção dos terminais deve estar concluída em 2020.

Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson de Atlanta (ATL): modernização do hub do aeroporto mais movimentado do mundo

A Delta é uma parceira importante em um grande plano de US$ 6 bilhões que prevê investimentos em aprimoramentos operacionais e na experiência do cliente no aeroporto mais movimentado do mundo, que conta com 1.000 voos diários da Delta. A modernização de terminais e saguões de US$ 400 milhões está em andamento e deve terminar em 2018, com melhorias estéticas que aumentarão a luz natural nos saguões. Como parte do projeto, a Delta lançou no ano passado um projeto de US$ 140 milhões para modernizar 85 salas de espera, corredores próximos e pontos centrais dos saguões T, A, B e C; esse trabalho ainda continuará durante todo esse ano.

O projeto também inclui:

  • Construção do Saguão G.
  • A sexta pista no espaço atual do aeroporto.
  • Local de manobra da pista sul.
  • Expansão do estacionamento no aeroporto.
Share