A Delta está satisfeita com a decisão da Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos que rejeitou a tentativa de anticoncorrência da Boeing de proibir que as companhias aéreas norte-americanas e o público viajante nos Estados Unidos tenham acesso às aeronaves de última geração CS100, com 110 assentos, quando a Boeing não oferece nenhuma alternativa viável. A companhia aguarda com expectativa introduzir o inovador CS100 em sua frota, beneficiando colaboradores, clientes e acionistas da Delta.

Share