• O lucro antes dos impostos de acordo com os Princípios Contábeis Geralmente Aceitos (Generally Accepted Accounting Principles, GAAP) do trimestre de setembro de 2019 foi de US$ 1,9 bilhão, o lucro líquido foi de US$ 1,5 bilhão e o lucro por ação diluída foi de US$ 2,31, com uma receita total recorde de US$ 12,6 bilhões.
  • O trimestre de setembro de 2019 ajustou a receita antes dos impostos para US$ 2 bilhões, o lucro líquido para US$ 1,5 bilhão e os lucros por ação diluída para US$ 2,32, um aumento de 29% no comparativo anual.
  • A Delta devolveu US$ 468 milhões aos acionistas por meio de dividendos e recompras de ações.
  • O Conselho de Administração declara o 26.º dividendo trimestral consecutivo da empresa.

A Delta Air Lines (NYSE:DAL) informou hoje os resultados financeiros para o trimestre de setembro de 2019 e forneceu sua previsão para o trimestre de dezembro de 2019. Destaques dos resultados do trimestre de setembro de 2019, incluindo as métricas GAAP e ajustadas, começam na página quatro e são incorporados aqui.

Destaques financeiros do trimestre de setembro

  • A receita bruta ajustada aumentou US$ 361 milhões, ou 22% em comparação com o ano anterior.
  • Os ganhos ajustados por ação foram de US$ 2,32, um aumento de 29% no comparativo anual; os lucros por ação e os lucros ajustados por ação refletem um forte crescimento de 6,5%, 2,5 pontos de expansão da margem operacional e US$ 1,4 bilhão de fluxo de caixa livre.
  • A receita total ajustada, que exclui vendas de refinaria, cresceu 6,5% para US$ 12,6 bilhões; a receita total e a receita total ajustada tiveram um novo recorde trimestral, já que a empresa obteve um número recorde de 55,2 milhões de passageiros no trimestre.
  • A receita unitária total, ajustada, aumentou 2,5%; os aumentos da receita unitária total da receita unitária total ajustada foram impulsionados pela demanda corporativa e de lazer saudável, e o benefício de cerca de um ponto no acordo da American Express alterado.
  • O custo operacional consolidado por milha de assento disponível (Cost per Available Seat Mile, CASM) diminuiu 2,1% em comparação com o trimestre de setembro de 2018, principalmente devido ao menor custo de combustível e maior capacidade. O custo unitário sem combustível (CASM-Ex) aumentou 2,4% em comparação com o mesmo período no ano anterior, impulsionado pelos custos com funcionários, pelo recorde no número de passageiros e pelo clima.
  • US$ 468 milhões foram devolvidos aos acionistas, sendo US$ 208 milhões de recompras de ações e US$ 260 milhões em dividendos.
  • Foram gerados US$ 7,5 bilhões de fluxo de caixa operacional e US$ 4 bilhões de fluxo de caixa livre no acumulado no ano, depois de investir US$ 3,5 bilhões na empresa, principalmente para compras e modificações de aeronaves.

“Nossa marca poderosa e nossos pontos fortes competitivos impulsionaram mais um trimestre de ótimos resultados para nossos funcionários, clientes e proprietários. Nosso pessoal dá vida à nossa marca em cada voo e estou feliz em reconhecer seus esforços excepcionais com mais de US$ 1 bilhão em participação nos lucros acumulada neste ano até o momento”, disse Ed Bastian, diretor executivo da Delta. “A demanda do produto Delta continua saudável, deixando a empresa em posição de fechamento forte em 2019, com expectativa de mais de 20% de crescimento nos lucros, mais de US$ 4 bilhões em fluxo de caixa livre e um quinto ano de lucros antes de impostos acima de US$ 5 bilhões.”

Panorama do trimestre de dezembro de 2019

Para o trimestre de dezembro, a Delta espera fornecer um crescimento de primeira linha sólido e uma expansão da margem operacional. A margem anual antes do imposto é afetada pelo ganho único de US$ 91 milhões da venda da empresa DAL Global Services no trimestre de dezembro de 2018.

December Quarter 2019 Outlook Table

Ambiente de receita

A receita operacional ajustada da Delta de US$ 12,6 bilhões para o trimestre de setembro aumentou 6,5%, US$ 771 milhões a mais do que no mesmo trimestre do ano anterior. Esse resultado da receita marca um recorde trimestral para a empresa, impulsionado por melhorias nos negócios da Delta, incluindo um aumento de 9% na receita de bilhetes premium e aumentos percentuais fortes na fidelidade e na receita de manutenção de terceiros. A receita de carga durante o trimestre caiu 17%, impulsionada por volumes e rendimentos menores. Outras receitas aumentaram em US$ 30 milhões, uma vez que o crescimento da fidelidade e a manutenção de terceiros foram compensados por vendas de refinaria de terceiros US$ 102 milhões mais baixas. Agora, os produtos premium e as fontes diferentes de bilhetes compreendem 52% da receita total da Delta.

Receita de passageiros por região geográfica:

  • As receitas domésticas cresceram 7,8% no trimestre com a receita de passageiros por milha de assento disponível (Passenger Revenue per Available Seat Mile, PRASM) 3,2% mais alta e a capacidade 4,5% mais alta. A receita doméstica de produtos premium cresceu 11% e a receita corporativa cresceu 8%, consistente com o crescimento no primeiro semestre do ano.
  • As receitas do Atlântico cresceram 3,2% no trimestre, com capacidade de 4,9% mais alta e uma queda de 1,6% na PRASM, ocasionada quase inteiramente pelas taxas de câmbio. O desempenho de cabine premium continua superando a de cabine principal, onde a demanda dos pontos de venda fora dos EUA foi influenciada por um panorama incerto na economia da região.
  • As receitas latinas cresceram 1,2% com um aumento de 3,6% na receita unitária e 2,3% de capacidade mais baixa. Essa melhoria da receita foi impulsionada pelo crescimento contínuo de dois dígitos na receita unitária nos mercados de praias mexicanas e brasileiras compensando a pressão na demanda causada pelo furacão Dorian.
  • As receitas do Pacífico caíram 4,6% no trimestre, com capacidade 3,3% mais alta e queda de 7,6% nas receitas unitárias. O desempenho da receita unitária foi pressionado pela macroeconomia mais fraca, pela incerteza comercial e pelas diferenças de câmbio de quase um ponto.

“Com nossas operações excepcionais e um serviço inigualável, mais clientes estão escolhendo voar com a Delta todos os dias. O aumento da satisfação do cliente está impulsionando o desempenho sólido de primeira linha. As receitas do trimestre de setembro aumentaram para um valor recorde de US$ 12,6 bilhões e esperamos que as receitas do trimestre de dezembro aumentem mais de 5% em comparação com o ano anterior”, disse Glen Hauenstein, presidente da Delta. “A forte demanda e nossas iniciativas comerciais voltadas para o cliente estão nos colocando no caminho certo para alcançar um aumento de US$ 3 bilhões nas receitas este ano, um ritmo de crescimento bem superior ao PIB.”

Desempenho de custo

A despesa operacional ajustada total para o trimestre de setembro aumentou US$ 345 milhões em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, com 35% sendo devido ao maior gasto no compartilhamento de lucros. O CASM-Ex aumentou 2,4% para o trimestre de setembro em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. Esse desempenho foi impulsionado pelos custos com funcionários, registro de volumes de passageiros e o efeito adicional do clima nas operações.

A despesa de combustível ajustada diminuiu US$ 249 milhões, queda de 10% em relação ao trimestre de setembro de 2018. O preço de combustível ajustado da Delta por galão para o trimestre de setembro foi de US$ 1,96, o que inclui um benefício de US$ 49 milhões da refinaria.

As despesas não operacionais ajustadas para o trimestre foram de US$ 65 milhões mais altas em comparação com o trimestre do ano anterior, impulsionadas principalmente pelos problemas com pensões.

“Estamos fazendo investimentos importantes com nossos funcionários e nas instalações para impulsionar o crescimento sustentável em nossos negócios. O desempenho de custo unitário em 2019 de aproximadamente 2% é consistente com nossa meta de longo prazo”, disse Paul Jacobson, diretor financeiro da Delta.

Retorno de fluxo de caixa e de acionistas

A Delta gerou US$ 2,2 bilhões de fluxo de caixa operacional e US$ 1,4 bilhão de fluxo de caixa livre durante o trimestre após o investimento de US$ 814 milhões na empresa, principalmente para compras e melhorias de aeronaves, e de US$ 150 milhões para apoiar nossa aliança estratégica com a LATAM. Até o momento, a empresa gerou US$ 7,5 bilhões de fluxo de caixa operacional e US$ 4 bilhões de fluxo de caixa livre.

Para o trimestre de setembro, a Delta retornou US$ 468 milhões para os acionistas, com US$ 208 milhões em recompra de ações e US$ 260 milhões em dividendos.

O Conselho Administrativo anunciou o 26.º dividendo trimestral consecutivo da Delta. O dividendo de US$ 0,4025 por ação será pago aos acionistas como registrado no fechamento do pregão em 24 de outubro de 2019, a ser pago em 14 de novembro de 2019.

“Com US$ 7,5 bilhões em fluxo de caixa operacional acumulado no ano, nossa forte geração de caixa diferencia a Delta no setor e nos permite manter um reinvestimento consistente em nossa empresa, um balanço patrimonial de grau de investimento e retornos substanciais de caixa aos acionistas”, acrescentou Paul Jacobson, diretor financeiro da Delta.

Parceria estratégica com a LATAM Airlines

Em 26 de setembro de 2019, a Delta anunciou planos para celebrar uma parceria estratégica com a LATAM Airlines. Sujeito às condições habituais, incluindo aprovação regulatória, a empresa investirá US$ 1,9 bilhão por até 20% das ações ordinárias da LATAM através de uma oferta pública de licitação a US$ 16 por ação, a ser financiada com dívida recém-emitida e caixa disponível. Além disso, a Delta investirá US$ 350 milhões para apoiar o estabelecimento da parceria estratégica, US$ 150 milhões dos quais foram pagos no trimestre de setembro. A Delta também adquirirá quatro aeronaves A350 da LATAM e concordou em assumir o compromisso da LATAM de adquirir 10 aeronaves A350 adicionais.

A Delta espera que a transação agregue valor aos ganhos por ação nos próximos dois anos e que a transação não afete os compromissos financeiros existentes da empresa com os acionistas, incluindo fluxo de caixa livre e retornos para os acionistas.

Destaques estratégicos

No trimestre de setembro, a Delta alcançou vários marcos em seus cinco principais pilares estratégicos.

Cultura e pessoas

  • Recompensou seus funcionários com um acréscimo adicional de US$ 517 milhões no lucro acumulado e pagou US$ 12 milhões em recompensas, reconhecendo o desempenho dos mais de 80 mil funcionários da Delta ao longo de um verão movimentado.
  • Certificada como um “ótimo lugar para trabalhar” pelo quarto ano consecutivo, com 92% dos entrevistados orgulhosos por trabalhar na Delta e 90% querendo trabalhar na Delta por muito tempo, enfatizando a importância da cultura como vantagem competitiva.
  • Anunciou um aumento de 4% no salário-base para os funcionários elegíveis de atendimento em terra e nos voos, recompensando os melhores na empresa pelo desempenho líder do setor.

Confiabilidade operacional

  • Entregou 202 dias sem cancelamentos de linha principal e 115 dias sem cancelamentos de sistema durante os primeiros nove meses do ano, uma melhoria de 12% e 19% respectivamente em relação a 2018 (com base no relatório interno da Delta para voos programados em todo o sistema).
  • Alcançou o fator de conclusão recorde até o trimestre de setembro em um sistema e na base da linha principal, com fator de conclusão de linha principal de 99,79%.
  • Obteve um recorde de 55,2 milhões de clientes no trimestre de setembro, 6% a mais do que no ano anterior.

Rede e parcerias

  • Anunciamos planos de uma aliança estratégica com a LATAM Airlines, combinando os pontos fortes das principais companhias aéreas na América do Norte e do Sul que, juntas, serão a concorrência mais forte em cinco dos seis principais mercados latino-americanos dos EUA, atendendo 435 destinos em todo o mundo.
  • Aumentou em 10% o investimento em ações na Hanjin-KAL, maior acionista da Korean Air, demonstrando o compromisso da companhia aérea com o sucesso de sua parceria joint-venture com a Korean Air e oferecendo aos clientes acesso contínuo a uma robusta rede transpacífica.
  • Anunciou serviços transatlânticos ampliados em 2020, incluindo de Boston para Roma, Londres-Gatwick e Manchester, ampliando as opções de viagem para clientes em todo o Atlântico e oferecendo a experiência Delta One aos clientes em voos transatlânticos com mais de seis horas e meia em 2020.
  • Mudou-se para o novo terminal satélite no Aeroporto Internacional de Shanghai Pudong, criando uma experiência mais simples e conveniente para os clientes, com mais de 1.350 voos nacionais compartilhados por semana para mais de 40 cidades em toda a China.

Experiência e fidelidade do cliente

  • Lançamos um portfólio atualizado de cartões Delta SkyMiles American Express, recompensando nossos clientes de maneiras novas e inovadoras para elevar a experiência de viagem, com uma variedade de benefícios que variam, de milhas duplas em restaurantes no mundo todo a acesso ao Delta Sky Club e passes únicos de convidados, para ganhar mais rapidamente o status Medallion.
  • Lançou a versão mais recente do aplicativo Fly Delta, fornecendo aos clientes uma experiência de viagem ainda melhor com tempos de espera de segurança integrados em mercados selecionados, opção de pré-selecionar refeições no Delta One e na primeira classe nacional, mapas de assentos para todas as aeronaves Delta e Delta Connection e recurso de check-in automático em algumas rotas internacionais.
  • Benefícios estendidos para passageiros executivos para clientes voando com a Virgin Atlantic e com a AeroMexico com a oferta de benefícios Corporate Priority, oferecendo a escolha de melhores assentos, embarque prioritário e recuperação de serviço prioritário, eliminando ainda mais os entraves na experiência de viagem. 

Balanço patrimonial em grau de investimento

  • Reportou uma dívida ajustada de 1,7x em relação aos lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (LAJIDA) em linha com nossa meta de taxa de alavancagem de longo prazo de 1,5x para 2,5x da dívida ajustada em relação ao LAJIDA, o que deve permitir que a Delta mantenha as classificações de grau de investimento durante um ciclo de negócios.

Resultados do trimestre de setembro

Os resultados ajustados excluem principalmente o impacto de ganhos/perdas não realizados em investimentos.

September Quarter 2019 Table 2

September Quarter 2019 Table 3

Sobre a Delta

A Delta Air Lines (NYSE: DAL) é a líder global de companhias aéreas dos EUA em produtos, serviços, inovação, confiabilidade e experiência do cliente. Impulsionada por 80.000 pessoas em todo o mundo, a Delta continua investindo bilhões em seus funcionários, oferecendo uma experiência de viagem de classe mundial e gerando os melhores retornos do setor para os acionistas. Com sua constante motivação para investir, inovar e expandir, a Delta é hoje a companhia aérea número 1 do mundo em termos de receita total.

  • A Delta atende a quase 200 milhões de pessoas todos os anos, levando os clientes em sua rede global líder de mercado para mais de 300 destinos em mais de 50 países.
  • Com sede em Atlanta, a Delta oferece mais de 5.000 partidas diárias e até 15.000 partidas afiliadas, incluindo a aliança premier SkyTeam, da qual a Delta é membro fundador.
  • Por meio de suas alianças inovadoras com a AeroMexico, Air France-KLM, Alitalia, China Eastern, Korean Air, Virgin Atlantic, Virgin Australia e WestJet, a Delta traz mais opções e concorrência aos clientes em todo o mundo.
  • A Delta opera hubs e mercados importantes nos aeroportos de Amsterdã, Atlanta, Boston, Detroit, Londres-Heathrow, Los Angeles, Cidade do México, Minneapolis/St. Paul, Nova York-JFK e LAguardia, Paris-Charles de Gaulle, Salt Lake City, São Paulo, Seattle, Seul-Incheon e Tóquio.
  • A Delta foi reconhecida entre as 50 empresas mais admiradas da Fortune, além de ser nomeada a melhor companhia aérea pela oitava vez em nove anos. Além disso, a Delta se classificou como a n.º 1 na pesquisa Business Travel News Annual Airline por um período sem precedentes de oito anos consecutivos e foi considerada a empresa mais inovadora do mundo pela Fast Company por dois anos consecutivos.
  • Como empregadora, a Delta vem recebendo regularmente as melhores honrarias de organizações como a Glassdoor e é reconhecida como um excelente local de trabalho para mulheres e membros do exército. O diretor executivo da Delta, Ed Bastian, foi nomeado um dos “maiores líderes do mundo” pela revista Fortune em 2018.
  • A Delta acredita que sua responsabilidade social está na interseção de seus valores essenciais e competências centrais, fazendo a diferença onde o pessoal da Delta vive, trabalha e voa, dedicando tempo, talento e 1% dos lucros anuais da empresa.
  • Diversidade e inclusão são fundamentais para a cultura da Delta e a empresa acredita que isso deve ser refletido em seus funcionários, nas empresas com as quais faz negócios, na forma como trata os clientes e na forma como ela atende o mundo.
  • Saiba mais sobre a Delta no Delta News Hub e no site delta.com, via @DelAutomwShub no Twitter e no Facebook.com/delta.

Declarações Prospectivas

As declarações neste comunicado à imprensa que não são fatos históricos, incluindo declarações sobre nossas estimativas, expectativas, crenças, intenções, projeções ou estratégias para o futuro, podem ser “declarações prospectivas”, conforme definido na Lei de Reforma de Litígio de Títulos Privados de 1995. Todas as declarações prospectivas envolvem uma série de riscos e incertezas que podem fazer com que os resultados reais se distanciem materialmente das estimativas, expectativas, crenças, intenções, projeções e estratégias refletidas ou sugeridas por elas. Esses riscos e incertezas incluem, entre outros, o custo do combustível da aeronave; a disponibilidade de combustível das aeronaves; o impacto da atividade de hedge de combustível, incluindo reequilibrar nosso portfólio de hedge, registrar ajustes de marcação a mercado ou publicar material de apoio relacionado aos nossos contratos de hedge de combustível; o desempenho de nossos investimentos significativos em companhias aéreas de outras partes do mundo; os possíveis efeitos de acidentes envolvendo nossas aeronaves; quebras ou lapsos de segurança em nossos sistemas de tecnologia da informação; interrupções em nossa infraestrutura de tecnologia da informação; nossa dependência da tecnologia em nossas operações; as restrições que compromissos financeiros em nossos contratos possam ter sobre nossas operações financeiras e comerciais; questões trabalhistas; os efeitos do clima, desastres naturais e sazonalidade e nosso negócio; os efeitos de uma interrupção prolongada nos serviços prestados por terceiros; falha ou incapacidade do seguro de cobrir uma responsabilidade significativa na refinaria de Monroe's Trainer; o impacto da regulamentação ambiental na refinaria de instrutores, incluindo custos relacionados às regulamentações padrão de combustíveis renováveis; nossa capacidade de reter a alta gerência e os funcionários-chave; danos à nossa reputação e marca se estivermos expostos a publicidade adversa significativa por meio das mídias sociais; os efeitos de ataques terroristas ou conflitos geopolíticos; condições competitivas no setor aéreo; paralisações ou interrupções no serviço nos principais aeroportos em que operamos; os efeitos de ampla regulamentação governamental em nosso negócio; a sensibilidade do setor aéreo a períodos prolongados de condições econômicas estagnadas ou fracas; incerteza nas condições econômicas e no ambiente regulatório no Reino Unido relacionados à saída do Reino Unido da União Europeia; e os efeitos da rápida disseminação de doenças contagiosas.

Informações adicionais sobre riscos e incertezas que poderiam causar diferenças entre os resultados reais e as declarações prospectivas constam dos registros da Comissão de Valores Mobiliários, incluindo nosso Relatório Anual no Formulário 10-K para o exercício fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2018. Deve-se tomar cuidado para não colocar confiança indevida em nossas declarações prospectivas, que representam nossas opiniões apenas em 10 de outubro de 2019 e que não temos intenção atual de atualizar.

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 06.png

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit _Page 07.png

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit _Page 08.png

 

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 09.png

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 10.png

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 11.png

 

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 12.png

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 13.png

 

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 14.png

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 15.png

 

Delta Air Lines Announces September Quarter Profit_Page 16.png