• O segundo trimestre de 2020 registrou, segundo o padrão GAAP, perda antes dos impostos de US$ 7 bilhões e perda por ação de US$ 9,01 sobre a receita total de US$ 1,5 bilhão
  • O segundo trimestre de 2020 teve perda antes dos impostos ajustada de US$ 3,9 bilhões e perda por ação ajustada de US$ 4,43 sobre a receita ajustada de US$ 1,2 bilhão
  • A Delta encerrou o segundo trimestre de 2020 com US$ 15,7 bilhões em liquidez

A Delta Air Lines (NYSE: DAL) divulgou hoje os resultados financeiros do segundo trimestre de 2020 e destacou sua resposta contínua à pandemia global de COVID-19. A apuração detalhada do período, incluindo as métricas GAAP e ajustada, é encontrada logo após as informações deste relatório.

“Uma perda antes dos impostos ajustada de US$ 3,9 bilhões no segundo trimestre, com uma queda de mais de US$ 11 bilhões na receita em relação ao ano passado, ilustra o impacto realmente impressionante da pandemia de COVID-19 em nossos negócios. Diante desse desafio, nossa equipe agiu de maneira rápida e decisiva para proteger nossos clientes e nossa empresa, reduzindo nossa queima média diária de caixa em mais de 70% desde o final de março, que chegou ao patamar US$ 27 milhões no mês de junho”, disse Ed Bastian, CEO da Delta. “Dados os efeitos combinados da pandemia e de seu impacto financeiro na economia global, continuamos a acreditar que serão necessários mais de dois anos antes de vermos uma recuperação sustentada. Nesse ambiente difícil, os pontos fortes dos negócios da Delta, representados por nosso pessoal, nossa marca, nossa rede e nossa confiabilidade operacional orientam todas as decisões que tomamos, diferenciando a Delta entre nossos clientes e nos posicionando para ter sucesso quando a demanda retornar”.

Resultados Financeiros do Segundo Trimestre

  • A perda antes dos impostos ajustada de US$ 3,9 bilhões exclui US$ 3,2 bilhões em itens diretamente relacionados ao impacto da COVID-19 e a resposta da empresa, incluindo encargos de reestruturação relacionados à frota, reduções relacionadas a alguns investimentos de capital da Delta e o benefício de concessão da Lei CARES, reconhecida no trimestre.
  • A receita total ajustada de US$ 1,2 bilhão, que exclui a venda das refinarias, diminuiu 91% em relação ao ano anterior, com uma redução de 85% na capacidade do sistema em comparação com o ano anterior.
  • A despesa operacional total diminuiu US$ 4,1 bilhões em relação ao ano anterior. As despesas operacionais ajustadas totais diminuíram US$ 5,5 bilhões, ou 53%, no segundo trimestre em relação ao ano anterior, impulsionadas por menores gastos relacionados à capacidade e receita e um forte gerenciamento de custos em todo o negócio.
  • Ao fim do segundo trimestre, a empresa tinha US$ 15,7 bilhões em liquidez.

Atualização da Resposta à COVID-19

Em resposta à pandemia da COVID-19, a empresa priorizou a segurança de clientes e funcionários, a preservação da liquidez financeira e a garantia de uma boa posição para o momento da recuperação. Sob essas prioridades, as ações incluem:

Proteger a saúde e a segurança de funcionários e clientes

  • Adoção de novos procedimentos de limpeza em todos os voos, incluindo a aspersão eletrostática desinfetante em aeronaves e desinfecção de áreas de alto contato antes de cada voo.
  • Adoção de medidas para ajudar funcionários e clientes a praticarem o distanciamento social e permanecerem seguros, incluindo a exigência para que colaboradores e viajantes usem máscaras, bloqueio dos assentos do meio, limitação da capacidade a bordo a 60% e modificação do processo de embarque e desembarque.
  • Instalação de protetores de plexiglass em todos os balcões de check-in da Delta, assim como nos dos Delta Sky Clubs e nos que ficam junto aos portões de embarque, além de colocação de marcadores de distanciamento social nos saguões de check-in, nos Delta Sky Clubs e nas áreas dos portões e das pontes de embarque.
  • Lançamento da divisão de Limpeza Global, dedicada à evolução dos já altos padrões de limpeza da Delta, buscando trazer o mesmo foco e rigor que sustentam a reputação da Delta em parâmetros como sua incomparável confiabilidade operacional.
  • Fornecimento de testes COVID-19 para funcionários em parceria com a Mayo Clinic e a Quest Diagnostics.
  • Oferecimento aos clientes de flexibilidade para planejar, remarcar e viajar, incluindo a extensão da validade dos créditos de viagem até setembro de 2022. A Delta devolveu mais de US$ 2,2 bilhões em reembolsos em dinheiro em 2020.

Preservar a Liquidez Financeira

  • Levantamento de quase US$ 15 bilhões em transações de financiamento desde o início de março, a uma taxa de juros média combinada de 5,5%, incluindo a parcela do empréstimo não garantido recebida no âmbito do programa de apoio à folha de pagamento da Lei CARES (“PSP”).
  • Redução da queima de caixa (consulte a Nota A) ao longo do segundo trimestre com a meta de atingir uma perda equilibrada ao fim do ano.
  • Modificar linhas de crédito para substituir todos os acordos de cobertura com taxas fixas por contratos baseados em liquidez.
  • Extensão dos vencimentos de US$ 1,3 bilhão em empréstimos sob linhas de crédito rotativo de 2021 para 2022.
  • Gerenciamento agressivo de custos por meio de menor capacidade, redução de gastos com combustível e iniciativas de custo, incluindo horários de trabalho reduzidos e afastamentos voluntários de funcionários, estacionamento de aeronaves, consolidação de instalações e eliminação de quase todos os gastos discricionários.
  • Obtenção de US$ 5,4 bilhões em fundos com doações e empréstimos não garantidos por meio do PSP da Lei CARES, a serem pagos em parcelas a partir de julho de 2020.
  • Continuidade da avaliação de futuras oportunidades de financiamento, alavancando ativos não onerados. Somos elegíveis e enviamos uma Carta de Intenções não vinculativa ao Departamento do Tesouro dos Estados Unidos para US$ 4,6 bilhões no âmbito do programa de empréstimos garantidos da Lei CARES. A empresa ainda não decidiu se participará e poderá garantir isso até 30 de setembro de 2020.

Definir o caminho de recuperação da Delta

  • Posicionar a Delta como uma companhia aérea menor e mais eficiente nos próximos anos, acelerando a simplificação da frota com a desativação de todas as aeronaves MD-88, MD-90, 777 e 737-700 e parte das frotas 767-300ER e A320 em 2020.
  • Aproveitar a demanda reduzida para agilizar os projetos de construção em aeroportos como Los Angeles, Nova York-LaGuardia e Salt Lake City, em um esforço para reduzir os prazos e o custo total dos projetos.
  • Lançamento de programas de saída voluntária e aposentadoria antecipada para gerenciar proativamente as operações de pessoal e o redimensionamento das equipes. Os programas oferecem indenização em dinheiro, manutenção completa da cobertura de assistência de saúde, assistência médica aprimorada para determinados participantes aposentados e benefícios de viagem aprimorados para funcionários qualificados que optam por participar.

Ambiente de Receita e Capacidade

A demanda por viagens aéreas caiu significativamente no segundo trimestre como resultado da COVID-19, com o número de passageiros planejados diminuindo 93% na comparação ano a ano. Como resultado, a receita operacional ajustada da Delta foi de US$ 1,2 bilhão no segundo trimestre, uma redução de 91% em relação ao mesmo período de 2019. A receita de passageiros caiu 94%, com uma capacidade 85% menor. As receitas não relacionadas a bilhetes tiveram retração de 65%, com o faturamento de Carga, MRO e programa de fidelidade caindo a uma taxa menor do que a receita advinda das passagens.

Desempenho de Custo

As despesas operacionais totais ajustadas no terceiro trimestre diminuíram US$ 5,5 bilhões, ou 53%, em relação ao mesmo período do ano anterior, excluindo o benefício da Lei CARES de US$ 1,3 bilhão e US$ 2,5 bilhões em encargos de reestruturação de decisões relacionadas à frota e outros gastos. Esse desempenho foi impulsionado por uma redução de US$ 1,9 bilhão, ou 84%, nas despesas com combustível, além de uma diminuição de 90% nas despesas de manutenção com o estacionamento de mais de 700 aeronaves e despesas significativamente menores relacionadas a volume e receita. Os gastos com salários e benefícios caíram 24%, o que foi alcançado com a ajuda dos mais de 45 000 funcionários que decidiram tirar licenças voluntárias não remuneradas.

“Nosso desempenho no segundo trimestre reflete um trabalho extraordinário de toda a equipe da Delta, uma vez que eliminamos mais de 50% de nossa base de custos ajustada”, disse Paul Jacobson, diretor financeiro da Delta. “No terceiro trimestre, esperamos alcançar uma redução semelhante, também de 50%, em relação ao ano anterior, apesar de um aumento sequencial na capacidade, refletindo a maior variabilidade que alcançamos em nossa estrutura de custos”.

Balanço, Caixa e Liquidez

A Delta encerrou o segundo trimestre com US$ 15,7 bilhões em liquidez. O caixa usado nas operações nesse período foi de US$ 290 milhões. No trimestre em questão, a queima diária de caixa foi de US$ 43 milhões, em média, com gastos em torno de US$ 27 milhões no mês de junho, uma queda de 70% em relação aos níveis do final de março.

Ao fim do segundo trimestre, a empresa tinha obrigações totais de dívida e arrendamento financeiro de US$ 24,6 bilhões, com dívida líquida ajustada de US$ 13,9 bilhões. Durante o trimestre, a companhia levantou US$ 11 bilhões em nova liquidez a uma taxa média combinada de 6,5%. Os novos financiamentos concluídos nesse ínterim incluíram um financiamento garantido de US$ 5 bilhões vindo de slots, portões e rotas da empresa; US$ 2,8 bilhões em transações de sale-leaseback; US$ 1,4 bilhão em empréstimos PSP; US$ 1,3 bilhão em notas não garantidas, US$ 243 milhões em tranches B de Certificados Aprimorados de Equipamentos de Confiança (Enhanced Equipment Trust Certificates, ou “EETCs”, na sigla em inglês) e um adicional de US$ 250 milhões em seu empréstimo a prazo garantido por 364 dias.

No final do segundo trimestre, o Passivo de Tráfego Aéreo da empresa totalizava US$ 5 bilhões, incluindo um passivo circulante de US$ 4,7 bilhões e um passivo não circulante de US$ 0,3 bilhão. O passivo não circulante de tráfego aéreo representa nossa estimativa atual de passagens a serem voadas, bem como créditos a serem utilizados, além de um ano. Os créditos de viagem representam aproximadamente 60% do total do Passivo de Tráfego Aéreo.

“Desde março, nossa média diária de queima de caixa melhorou a cada mês e continuamos comprometidos em alcançar uma queima equilibrada até o final do ano”, afirmou Jacobson. “Aumentamos com sucesso nossa liquidez para US$ 15,7 bilhões no final de junho por meio de novos financiamentos e recursos da Lei CARES concedidos durante o trimestre, com dívida líquida ajustada de US$ 13,9 bilhões, num aumento de US$ 3,4 bilhões desde o início do ano. Ao levantar dinheiro antecipadamente e gerenciar agressivamente os custos, estamos preparados para enfrentar o que será um período de receita volátil e para tomar decisões que coloquem a Delta em uma boa posição para uma eventual recuperação”.

Contabilidade da Lei CARES, Reestruturação de Encargos e Reduções Relacionadas a Investimentos

Em abril de 2020, a Delta recebeu US$ 5,4 bilhões em ajuda emergencial por meio do PSP da Lei CARES, a ser paga em parcelas a partir de julho de 2020. No trimestre de abril a junho, a empresa recebeu US$ 4,9 bilhões no PSP, consistindo em US$ 3,5 bilhões em fundos de doações e um empréstimo US$ 1,4 bilhão sem garantia, a juros baixos, que será pago em 10 anos. Os US$ 544 milhões restantes serão recebidos em julho de 2020. No segundo trimestre, aproximadamente US$ 1,3 bilhão da subvenção foi reconhecido como uma contradespesa, o que é refletido como “reconhecimento da concessão da Lei CARES” nas Demonstração Consolidada das Operações durante os períodos em que os fundos devem ser compensados. Os US$ 2,2 bilhões restantes da subvenção foram registrados como uma contradespesa diferida em outros passivos acumulados no Balanço Patrimonial Consolidado. A empresa espera usar todos os recursos do PSP até o final de 2020.

Durante o período aqui avaliado, a empresa tomou a decisão de retirar todas as frotas MD-90, 777 e 737-700 e parte de suas frotas 767-300ER e A320 até o final de 2020. Isso é um acréscimo à decisão, anunciada no primeiro trimestre, de acelerar a aposentadoria de suas aeronaves MD-88 de dezembro de 2020 para junho de 2020. A empresa também cancelou o compromisso de compra de quatro aeronaves A350 da LATAM. Principalmente como resultado dessas decisões, a empresa registrou US$ 2,5 bilhões em encargos relacionados à frota e outros, que estão refletidos em “Encargos de reestruturação” na Demonstração Consolidada das Operações.

Ainda no segundo trimestre, a empresa registrou uma redução de US$ 1,1 bilhão em seu investimento na LATAM Airlines e uma redução de US$ 770 milhões em seu investimento na AeroMéxico após suas perdas financeiras e pedidos de recuperação judicial nos Estados Unidos, sob o Capítulo 11. A Delta também diminuiu seu investimento na Virgin Atlantic nesse período, o que ocasionou um custo de US$ 200 milhões. As reduções relacionadas aos parceiros patrimoniais estão designadas como “Imparidades e perdas por método de equivalência patrimonial” na Demonstração Consolidada das Operações.

Resultados do Segundo Trimestre

Os resultados do segundo trimestre foram ajustados principalmente para a contabilização da Lei CARES e para abarcar os encargos de reestruturação e as reduções relacionadas aos investimentos descritos acima.

June 2020 Earnings Chart 1

Sobre a Delta Air Lines

A Delta Air Lines (NYSE: DAL) é a companhia aérea líder nos Estados Unidos em segurança, inovação, confiabilidade e experiência do cliente. Impulsionada por nossos funcionários em todo o mundo, a Delta lidera há uma década o setor de aviação em excelência operacional, ao mesmo tempo em que mantém nossa reputação oferecendo um premiado serviço ao cliente.

Hoje e sempre, nada é mais importante do que a saúde e a segurança de nossos passageiros e funcionários. Desde o início da pandemia de COVID-19, a Delta se movimentou rapidamente para transformar o padrão de limpeza do setor, à medida em que oferece aos clientes mais espaço ao longo de toda a viagem. Essas e várias outras medidas de proteção garantem uma experiência de viagem segura e confortável para nossos clientes e colaboradores.

Com nossa missão de conectar as pessoas e as culturas do mundo, a Delta se esforça para promover a compreensão em um mundo diverso e servir como uma força para o bem social.

Declarações Prospectivas

As declarações contidas neste comunicado à imprensa que não são fatos históricos, incluindo declarações sobre nossas estimativas, expectativas, crenças, intenções, projeções ou estratégias para o futuro, podem ser "declarações prospectivas", conforme definidas na Lei de Reforma de Litígios de Valores Mobiliários de 1995. Todas as declarações prospectivas envolvem uma série de riscos e incertezas que podem causar resultados reais materialmente diferentes das estimativas, expectativas, crenças, intenções, projeções e estratégias refletidas ou sugeridas pelas declarações prospectivas. Esses riscos e incertezas incluem, entre outros, os efeitos adversos relevantes que a pandemia de COVID-19 está causando em nossos negócios; o impacto de contrair dívidas significativas em resposta à pandemia; os possíveis efeitos de acidentes envolvendo nossas aeronaves; violações ou falhas de segurança em nossos sistemas de tecnologia da informação; interrupções em nossa infraestrutura de tecnologia da informação; nossa dependência de tecnologia em nossas operações; o desempenho de nossos investimentos significativos e relações comerciais com companhias aéreas em outras partes do mundo; falha em cumprir com os pactos financeiros e outros em nossos contratos de financiamento; questões trabalhistas; os efeitos do clima, desastres naturais e sazonalidade em nossos negócios; os efeitos de uma interrupção prolongada nos serviços prestados por terceiros; o custo do combustível para as aeronaves; a disponibilidade de combustível para aeronaves; falha ou incapacidade do seguro de cobrir uma suscetibilidade significativa na refinaria Monroe, em Trainer; o impacto da regulamentação ambiental na refinaria de Trainer, incluindo custos relacionados às regulamentações padrão de combustíveis renováveis; nossa capacidade de reter a alta gerência e os funcionários-chave; danos à nossa reputação e marca se estivermos expostos a publicidade adversa significativa; os efeitos de ataques terroristas ou conflitos geopolíticos; condições competitivas no setor aéreo; interrupções ou perturbações do serviço nos principais aeroportos em que operamos; os efeitos da ampla regulamentação governamental em nossos negócios; o impacto da regulamentação ambiental em nossos negócios; a sensibilidade do setor aéreo a períodos prolongados de condições econômicas estagnadas ou fracas; e incerteza nas condições econômicas e ambiente regulatório no Reino Unido relacionados à saída do Reino Unido da União Europeia.

Informações adicionais sobre riscos e incertezas que podem causar diferenças entre os resultados reais e as previsões futuras estão contidas em nossos arquivos da Comissão de Valores Mobiliários, incluindo nosso Relatório Anual no Formulário 10-K para o exercício fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2019, nosso Relatório Trimestral no Formulário 10-Q para o período trimestral encerrado em 31 de março de 2020 e nosso Relatório Atual no Formulário 8-K, conforme alterado e arquivado na SEC em 10 de junho de 2020. Deve-se tomar cuidado para não depositar confiança indevida em nossas declarações prospectivas, que representam nossas opiniões somente em 14 de julho de 2020 e que não temos nenhuma intenção atual de atualizar, exceto na extensão exigida por lei.

June 2020 Earnings Chart 2

June 2020 Earnings Chart 3

June 2020 Earnings Chart 4

June 2020 Earnings Chart 5

June 2020 Earnings Chart 6

Nota A: As tabelas a seguir mostram a conformidade de medidas financeiras não-GAAP. Os motivos pelos quais a Delta usa essas medidas estão descritos abaixo. As conformidades podem não ser calculadas devido a arredondamentos. 

A Delta às vezes usa informações ("medidas financeiras não-GAAP") derivadas das Demonstrações Financeiras Consolidadas, mas que não são apresentadas de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos ("GAAP"). De acordo com as regras da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, as medidas financeiras não-GAAP podem ser consideradas além dos resultados preparados de acordo com o GAAP, mas não devem ser consideradas um substituto ou superior aos resultados do GAAP. As tabelas abaixo mostram conformidades de medidas financeiras não-GAAP usadas neste release com as medidas financeiras GAAP mais diretamente comparáveis. 

Projeções para o Futuro. A companhia não pode conciliar medidas financeiras não-GAAP futuras porque os itens de ajuste, como os utilizados nas reconciliações abaixo, não serão conhecidos até o final do período e podem ser significativos. 

Receita Antes dos Impostos (Prejuízo) e Receita Líquida (Prejuízo) ajustados. No período atual, receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados excluem os seguintes itens diretamente relacionados ao impacto da COVID-19 e nossa resposta:

  • Encargos de reestruturação. Reconhecemos US$ 2,5 bilhões em encargos de reestruturação após decisões estratégicas de negócios em resposta à pandemia da COVID-19. Essas cobranças estão relacionadas principalmente a prejuízos decorrentes das decisões de retirada das frotas dos 777, MD-90 e 737-700 e de algumas de nossas aeronaves 767-300ER e A320.
  • Reconhecimento da concessão da Lei CARES. Reconhecemos US$ 1,3 bilhão dos recursos da subvenção do programa de apoio à folha de pagamento da Lei CARES como uma contradespesa. Estamos reconhecendo os recursos da subvenção como contradespesa, com base nos períodos que os fundos pretendem compensar e esperamos usar todos os recursos do programa de apoio à folha de pagamento até o final de 2020.
  • Imparidades e perdas por equivalência patrimonial. Reconhecemos US$ 2,1 bilhões em encargos relacionados a reduções de nossos investimentos na LATAM e no Grupo AeroMéxico após suas perdas financeiras e pedidos separados de recuperação judicial sob o Capítulo 11, assim como a redução de nossos investimentos na Virgin Atlantic com base em nossa participação em suas projeções de perdas históricas e projetadas.

Nós também ajustamos a receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) nos seguintes itens para determinar receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados pelas razões descritas abaixo. Incluímos o efeito do imposto de renda dos ajustes ao apresentar o lucro líquido (prejuízo) ajustados.

  • Ajustes e liquidações de MTM em hedges. Os ajustes de marcação a mercado (“MTM”) são definidos com variações no valor justo registradas em períodos diferentes do período de liquidação. Tais variações no valor justo não são necessariamente indicativas do valor real de liquidação do hedge subjacente no período de liquidação do contrato. As liquidações representam dinheiro recebido ou pago em contratos de hedge liquidados durante o período aplicável.
  • Ajustes de MTM em investimento de capital. Registramos nossa receita proporcional de lucros/prejuízos de nosso investimento em ações na Virgin Atlantic, Grupo AeroMéxico e LATAM como despesa não operacional. (Como resultado dos pedidos de recuperação judicial do Grupo AeroMéxico e da LATAM, não temos mais influência significativa sobre o Grupo AeroMéxico ou LATAM e descontinuamos a contabilização desses investimentos pelo método de equivalência patrimonial no trimestre de junho de 2020). Ajustamos para o nosso método de equivalência patrimonial os ajustes de MTM da carteira de hedge para permitir que os investidores entendam e analisem nosso desempenho operacional principal nos períodos mostrados. 
  • Ajustes de MTM nos investimentos. Lucros/prejuízos não realizados no nosso investimento em ações na GOL, China Eastern, Air France-KLM e Hanjin-KAL, o maior acionista da Korean Air, que estão contabilizados pelo valor justo em despesas não operacionais, são impulsionados por mudanças no preço das ações e nas moedas estrangeiras. Ajustar esses lucros/prejuízos permite que os investidores entendam melhor e analisem nossa performance operacional principal nos períodos mostrados. 
  • Ajustes no Delta Private Jets. Porque unimos a Delta Private Jets com a Wheels Up em janeiro de 2020, excluímos o impacto da Delta Private Jets dos resultados de 2019 para comparação. 

June  2020 Earnings Chart 7

Receita Operacional ajustada e Receita Total por Milha Disponível ("TRASM") ajustada. Ajustamos a receita operacional e o TRASM para a venda de refinarias a terceiros pelas razões descritas abaixo. Ajustamos a venda da Delta Private Jets pela mesma razão descrita acima no cabeçalho Receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados. 

  • Venda de refinaria a terceiros. Ajustamos a receita operacional e o TRASM para a venda de refinarias a terceiros para determinar a receita operacional ajustada e TRASM, ajustada porque essas receitas não estão relacionadas ao nosso segmento de companhias aéreas. A receita operacional ajustada e TRASM ajustada, portanto, fornecem uma comparação mais significativa da receita de nossas operações aéreas com o restante do setor aéreo.

 

June 2020 Earnings Chart 8

Queima de Caixa. Apresentamos queima de caixa porque a administração acredita que essa métrica é útil para os investidores avaliarem a capacidade da empresa de manter a liquidez atual e retornar à geração de caixa. A empresa define o consumo de caixa como caixa líquido das atividades operacionais e caixa líquido usado nas atividades de investimento, ajustado para (i) resgates líquidos de investimentos de curto prazo; (ii) investimentos estratégicos; (iii) fluxos de caixa líquidos relacionados a determinados projetos de construção em aeroportos; (iv) proventos de acordos de financiamento relatados nas atividades de investimento; (v) proventos da concessão da Lei CARES; e (vi) outros encargos que não são representativos de nossas operações principais, como encargos associados aos nossos programas de licença voluntária e aposentadoria antecipada. Os ajustes incluem:

  • Compras líquidas de investimentos de curto prazo. As compras líquidas de investimentos de curto prazo representam a atividade líquida de compra e venda de investimentos e valores mobiliários no período, incluindo ganhos e perdas. Ajustamos essa atividade para fornecer aos investidores uma melhor compreensão do fluxo de caixa livre da empresa gerado por nossas operações.
  • Investimentos estratégicos. Os fluxos de caixa relacionados ao nosso investimento na Hanjin-KAL, o maior acionista da Korean Air, estão incluídos em nossas atividades de investimento GAAP. Ajustamos o fluxo de caixa livre para essa atividade, pois fornece uma comparação mais significativa com o setor de transporte aéreo.
  • Fluxos de caixa líquidos relacionados a certos projetos de construção em aeroportos e outros. Os fluxos de caixa relacionados a determinados projetos de construção em aeroportos estão incluídos em nossas atividades operacionais GAAP e dispêndios de capital. Ajustamos esses itens, que foram financiados principalmente em virtude do caixa restrito à construção em aeroportos, para fornecer aos investidores uma melhor compreensão do fluxo de caixa livre da empresa e dos investimentos em capital que são essenciais para nosso desempenho operacional nos períodos mostrados.
  • Receitas de acordos de financiamento que são relatados em atividades de investimento. Os fluxos de caixa provenientes de acordos de financiamento que são relatados em atividades de investimento (como certas transações de sale-leaseback) são removidos do fluxo de caixa livre no cálculo da queima diária de caixa para ilustrar melhor o caixa gerado nossas operações principais.
  • Concessões de recursos da Lei CARES. Os fluxos de caixa relacionados às receitas da concessão do Programa de Apoio à Folha de Pagamento da Lei CARES, relatados nas atividades operacionais nos resultados GAAP. Ajustamos o fluxo de caixa livre para esse item no cálculo da queima diária de caixa para ilustrar melhor o caixa de nossas operações principais.

June 2020 Earnings Chart 9

Despesa Operacional ajustada. No período atual, a despesa operacional ajustada exclui os seguintes itens diretamente relacionados ao impacto da COVID-19 e nossa resposta: encargos de reestruturação e reconhecimento da concessão da Lei CARES, conforme discutido acima sob o item receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados. Também ajustamos as despesas operacionais para ajustes e liquidações de MTM, venda de refinarias a terceiros e venda da Delta Private Jets pelos mesmos motivos descritos acima, sob os títulos receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados, e receita operacional ajustada e TRASM, ajustada para determinar a despesa operacional ajustada.

June 2020 Earnings Chart

Despesa com combustível ajustada e Preço médio do combustível por galão ajustado. As tabelas abaixo mostram os componentes da despesa de combustível, incluindo o impacto de hedging e da refinaria na despesa de combustível e preço médio por galão. Em seguida, acertamos os ajustes e liquidações de MTM em hedges e a venda da Delta Private Jets pelos mesmos motivos descritos no título Receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados.

June 2020 Earnings Chart 10

Dívida Líquida Ajustada. A Delta usa dívida total ajustada, incluindo aluguel de aeronaves, além de dívida ajustada e arrendamentos financeiros, para apresentar obrigações financeiras estimadas. A Delta reduz a dívida total ajustada em dinheiro, equivalentes a caixa e investimentos de curto prazo, e o caixa restrito da LGA, resultando em dívida líquida ajustada, para apresentar a quantidade de ativos necessários para satisfazer a dívida. A administração acredita que essa métrica é útil para os investidores na avaliação do perfil geral da dívida da empresa.

June 2020 Earnings Chart 11

Custo Unitário sem Combustível ou Custo por Milha de Assento Disponível ("CASM-Ex"). No período atual, CASM-Ex exclui os seguintes itens diretamente relacionados ao impacto da COVID-19 e nossa resposta: encargos de reestruturação e reconhecimento da concessão da Lei CARES, conforme discutido acima sob o item Receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados. Também ajustamos o CASM para os seguintes itens para determinar o CASM-Ex pelos motivos descritos abaixo. Ajustamos a venda de refinarias a terceiros pelo mesmo motivo descrito no item receita operacional, ajustada e TRASM, ajustada. Ajustamos a venda da Delta Private Jets pelo mesmo motivo descrito acima, no item receita antes dos impostos (prejuízo) e receita líquida (prejuízo) ajustados.

  • Combustível de aeronave e impostos relacionados. A volatilidade nos preços dos combustíveis afeta a comparabilidade do desempenho financeiro ano a ano. O ajuste para combustível de aeronave e impostos relacionados permite que os investidores entendam e analisem nossos custos sem combustível e desempenho financeiro ano a ano.
  • Divisão de lucros. Ajustamos a participação nos lucros porque esse ajuste permite aos investidores entender e analisar melhor nosso desempenho recorrente dos custos e fornece uma comparação mais significativa de nossos principais custos operacionais no setor de transporte aéreo.

June 2020 Earnings Chart 12

Related Topics:
Share