A Delta e o LATAM Airlines Group ("LATAM") chegaram a um acordo para lançar a reciprocidade em seus programas de fidelidade nas amplas redes de ambas as companhias, oferecendo benefícios aos clientes em mais de 435 destinos em todo o mundo. Além disso, as companhias continuam a expandir o compartilhamento de voos (codeshare) em mais rotas em toda a região, acrescentando conectividade aos clientes.

"Juntamente com a LATAM, estamos construindo uma parceria líder no setor e focada no cliente, que conecta as Américas do Norte e do Sul como nunca antes", disse o Vice-Presidente Internacional e Executivo de Vendas Globais da Delta, Steve Sear. "Com a reciprocidade nos programas voltados aos passageiros frequentes e as novas opções de voos em codeshare, já começamos a oferecer os benefícios dessa parceria aos nossos clientes. E há muito mais por vir".

As vantagens para passageiros frequentes, incluindo ganho e resgate recíprocos de milhas, serão efetivos para os associados Delta SkyMiles em voos realizados a partir de 1º de abril de 2020. Esses direitos serão aplicáveis a todos os voos nas redes Delta e LATAM. Benefícios recíprocos para associados na categoria Elite, incluindo acesso ao lounge e embarque prioritário para bagagens e assentos, estão previstos para o segundo semestre de 2020.

Companhias continuam a expandir o codeshare

Além disso, as companhias continuam a ampliar o compartilhamento de voos em suas redes. As duas empresas chegaram a um acordo para lançar o codeshare entre a Delta e a afiliada da LATAM no Brasil a partir do primeiro semestre de 2020, sujeito à aprovações governamentais e de agências regulatórias. O acordo vai aprimorar a experiência para os clientes se conectarem em até 65 rotas na rede da Delta nos Estados Unidos e Canadá e em até 37 rotas da LATAM no Brasil.

O codeshare também foi lançado entre as afiliadas da Delta e da LATAM na Colômbia, Equador e Peru. Assim que forem totalmente implementadas, as resoluções de compartilhamento de voo fornecerão aos clientes maior conectividade em até 74 rotas nos Estados Unidos e em 51 rotas na América do Sul. O codeshare para voos operados por afiliadas da LATAM na Colômbia e no Equador podem ser visualizadas no site delta.com para rotas em vigor no momento, enquanto o codeshare para o Peru será efetivo para voos a partir de 29 de março de 2020, dependendo da aprovação final do governo peruano.
Outra novidade anunciada é que as rotas que conectam voos da Delta e da LATAM estão disponíveis agora para reservas nos canais diretos da Delta, incluindo o delta.com.

Redes de colocalização e complementares aumentam as opções e a conveniência para o cliente
A partir de 29 de março de 2020, a Delta irá colocalizar suas operações com a LATAM no Terminal 3 do Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos, a fim de oferecer conexões mais rápidas para os clientes. Em Nova York-JFK, a LATAM já transferiu suas operações para o Terminal 4, melhorando a experiência de conexão para clientes que viajam em voos Delta.

A Delta também anunciou planos para ampliar sua presença no sul da Flórida com 13 novos voos diários sem escalas* para o Aeroporto Internacional de Miami (MIA), oferecidos a partir de hubs e dos principais destinos de viagens corporativas dos Estados Unidos, incluindo novos serviços desde Orlando, Raleigh-Durham, Salt Lake City e Tampa. O novo cronograma de voos da Delta será programado para maximizar a conectividade com a LATAM. As duas companhias aéreas já estão convenientemente localizadas em MIA, permitindo tempos de conexão rápidos para os clientes.

Em setembro de 2019, a Delta e a LATAM anunciaram um acordo para reunir as principais companhias aéreas das Américas do Norte e do Sul. Em dezembro de 2019, a Delta divulgou a conclusão de sua oferta feita anteriormente para adquirir uma participação acionária de 20% na LATAM, um investimento que confirma a estratégia da companhia de fazer investimentos de capital em empresas aéreas consideradas parceiras-chave ao redor do mundo. Quando totalmente implementada, a parceria Delta e LATAM manterá a posição de liderança em cinco dos seis principais mercados sul-americanos em voos a partir dos Estados Unidos.

* Os novos voos já estão disponíveis para venda e começarão a operar em 4 de maio de 2020 (MIA-MCO e MIA-TPA); 22 de maio de 2020 (RDU-MIA); 28 de julho de 2020 (SLC-MIA).