As ações da Delta Air Lines dispararam no início da última terça-feira após a companhia aérea anunciar lucros recordes para o quarto trimestre e para o ano de 2015.

As ações da Delta foram negociadas a US$ 46,60 por ação, um aumento de quase 5%, durante a manhã. A capitalização de mercado da companhia aérea, que reflete o valor total das ações de uma empresa, estava em mais de US $ 35 bilhões, valor significativamente maior que qualquer outra companhia aérea.

"Vemos uma demanda muito forte", disse Glen Hauenstein, diretor de receitas da Delta, durante uma teleconferência nesta terça-feira com analistas da Wall Street e com a imprensa. Ele disse que algumas das economias que os norte-americanos estão realizando por conta de preços de combustível mais baixos estão sendo gastas em viagens aéreas, aumentando as reservas da Delta durante a primavera norte-americana de 2016.

O presidente da Delta, Ed Bastian, acrescentou que a demanda de viagens corporativas é forte, especialmente dentro dos Estados Unidos.

“Nossos negócios parecem muito fortes", disse ele.

Resultados recordes

A Delta anunciou um quarto trimestre recorde na última terça, com lucro bruto ajustado de US$ 1,45 bilhão, valor 42% maior em comparação com o mesmo período do ano anterior. O lucro líquido ajustado foi US$ 1,18 por ação diluída. Na base GAAP, o lucro bruto foi de US$ 1,53 bilhão e lucro por ação de US$ 1,25 para o quarto trimestre.

O trimestre encerrou um ano histórico para a companhia aérea global, que reportou o lucro bruto ajustado de todo o ano de 2015 em US$ 5,9 bilhões1, um aumento de 29% em comparação a 2014. A Delta também anunciou que irá pagar US$ 1,5 bilhão em participação nos lucros para o ano aos seus 80 mil funcionários em todo o mundo no próximo mês – o maior pagamento de participação nos lucros na história da companhia aérea. Na base GAAP, o lucro bruto foi de US$ 7,2 bilhões para o ano.

"Nosso desempenho em 2015 classifica a Delta entre os 10% melhores do índice S&P Industrials", disse Richard Anderson, CEO da Delta. "Quero agradecer a toda a equipe Delta por seu trabalho árduo que contribuiu para mais um ano recorde em 2015."

Os clientes da Delta aproveitaram os benefícios da excelência operacional líder de indústria da companhia aérea durante o ano, com um total de 161 dias com zero cancelamentos em sua linha principal e uma taxa de pontualidade de 85,9%. Os investidores foram recompensados com US $ 2,6 bilhões em dividendos e recompras de ações em 2015, incluindo US$ 530 milhões durante o quarto trimestre, de acordo com o relatório.

Os resultados financeiros foram impulsionados em parte por conta dos preços mais baixos de combustível em 2015. Durante o quarto trimestre, as despesas ajustadas com combustível2 sofreram uma queda de US$ 726 milhões em comparação ao mesmo período em 2014, com os preços de combustível do mercado menores em 30%.

Em 2016, a companhia aérea espera economizar US$ 3 bilhões em combustível, graças a preços mais baixos, disse Anderson durante a teleconferência.

"A disciplina de custos rigorosa é uma parte fundamental da cultura da Delta, o que foi comprovado pela nossa capacidade de manter os mesmos custos unitários em 2015, enquanto investimos significativamente em nossos funcionários, produtos e serviços", disse Paul Jacobson, diretor financeiro da Delta, em um press release.

Foco nas receitas

A companhia aérea informou que as receitas unitárias de passageiros sofreram uma queda de 1,6% no trimestre, incluindo 2 pontos percentuais do impacto das flutuações de moedas estrangeiras.

Após ver o declínio em 2015, a Delta está empenhada em reforçar as suas receitas unitárias no próximo ano, disse Anderson. "É importante para nós produzir melhorias nas receitas unitárias e estamos empenhados para realizar isso", disse ele.

Bastian destacou os novos produtos, como o Delta Comfort+, que sofreu um aumento de quase 60% durante o quarto trimestre, bem como um aumento de 20% de upselling (uma estratégia de vendas na qual é sugerido um adicional para o produto ou serviço que está sendo comprado) de First Class, como oportunidades de receita. E acrescentou que a Delta está expandindo seus serviços em mercados de negócios importantes, como Nova York, Seattle e Los Angeles.

A Delta produz uma receita premium de cerca de 108% em comparação com os seus concorrentes, o que significa que os clientes pagam US$ 1,08 na Delta para cada dólar que gastam em outra companhia aérea. No mercado domésticos, a receita premium sobe para 114%.

CSeries

Em resposta a pergunta de um repórter, Anderson disse que a Delta recentemente se reuniu com funcionários da Bombardier para discutir a aeronave CSeries, que está sendo posicionada pelo fabricante como o seu novo carro-chefe.

"É um avião muito impressionante", Anderson disse e completou que "nós estamos dando muita atenção a isso."

Ele elogiou o motor geared turbofan que alimenta os jatos de fuselagem estreita do CSeries. "É a primeira grande inovação desde que o Boeing 787 revolucionou a estrutura composta para a fuselagem do avião", disse ele. "Pelo preço certo, é um avião muito competitivo, sobretudo tendo em conta a tecnologia dos motores."

Outros destaques do relatório financeiro e teleconferência da Delta:

  • A refinaria de petróleo operada pela subsidiária da Delta, Monroe Energia, obteve um lucro de mais de US$ 300 milhões em 2015 e continua a ser uma história de sucesso. "A refinaria está realizando um trabalho fantástico em termos de confiabilidade e desempenho financeiro e estamos muito satisfeitos com o resultado", disse Jacobson.
  • A Delta gerou US$ 1,4 bilhão em fluxo de caixa operacional ajustado e US$ 300 milhões em fluxo de caixa livre durante o trimestre, após reinvestir US$ 1,1 bilhão no negócio. Em uma base GAAP, o fluxo de caixa operacional foi de US$ 1,5 bilhão.
  • A empresa recomprou 48 milhões de ações em 2015 a um preço médio de US$ 45,50 por ação.
  • A dívida líquida ajustada totalizou US$ 6,7 bilhões no final do trimestre, uma redução de mais de US$ 10 bilhões desde que a Delta começou a sua estratégia de melhoria do balanço em 2009.

A Delta, que tem sido consistentemente rentável anualmente desde 2010, é a primeira grande companhia aérea a informar seus resultados financeiros para o quarto trimestre de 2015. Nas próximas semanas, a American Airlines, United Airlines, Southwest Airlines, JetBlue Airways e Alaska Airlines irão reportar os seus resultados. É esperado que no geral, toda a indústria reporte fortes resultados para o trimestre.

"Nosso desempenho em 2015 foi um recorde para a Delta em todos os setores, com desempenho operacional líder na indústria, alto nível de satisfação do cliente e um lucro bruto ajustado de US$ 5,9 bilhões. ” – Richard Anderson, CEO

Notas finais
(1)  A nota A para as demonstrações financeiras consolidadas fornece uma reconciliação das medidas financeiras não-GAAP    utilizadas neste comunicado e fornece os motivos pelo qual a gestão utiliza essas medidas.
(2) As despesas ajustadas de combustível refletiram, entre outras coisas, o impacto da marcação a mercado ("MTM"), ajustes e liquidações. Os ajustes MTM são definidos como mudanças justas de valor registradas em outros períodos que o período de acordo. Tais variações de valor justas não são necessariamente indicativos do valor de liquidação real da cobertura subjacente no período de liquidação do contrato. Liquidações representam dinheiro recebido ou pago sobre contratos de hedge que se estabelecem durante o período. Esses itens ajustam os gastos com combustível para mostrar o impacto econômico de cobertura, incluindo dinheiro recebido ou pago em contratos de hedge durante o período. Veja a nota A para uma reconciliação da despesa de combustível ajustado e o preço médio do combustível por galão para métrica GAAP comparável.
(3) CASM - Ex: além de gastos com combustível, participação nos lucros e itens especiais, a Delta acredita que a exclusão de determinadas outras despesas é útil para os investidores porque outras despesas não estão relacionadas com a geração de uma milha de assento. Essas despesas incluem manutenção de aeronaves e serviços de pessoal que a Delta fornece a terceiros, operações de férias e atacado da Delta e os custos da refinaria de vendas a terceiros. Os montantes excluídos foram US$ 213 milhões e US$ 297 milhões, para os quartos trimestres de 2015 e 2014, respectivamente, e US$ 1,158 milhão e US$ 913 milhões para o ano finalizado no dia 31 de dezembro de 2015 e 2014, respectivamente. A Administração acredita que esta metodologia proporciona uma reflexão mais coerente e comparável das operações aéreas da Delta.
(4) A dívida líquida ajustada inclui US$ 119 milhões de margem de hedge a receber, que é o dinheiro que temos lançado com contrapartidas como margem de hedge. Ver nota A para obter informações adicionais sobre o nosso cálculo da dívida líquida ajustada.
 
Declarações prospectivas
As declarações contidas neste press release não são fatos históricos, incluindo declarações sobre as nossas estimativas, expectativas, crenças, intenções ou estratégias, projeções para o futuro, podem ser "declarações prospectivas", conforme definido na Lei de Reforma de Litígio de Títulos de 1995. Todas as declarações prospectivas envolvem uma série de riscos e incertezas que podem causar resultados reais diferentes das estimativas, expectativas, crenças, intenções, projeções e estratégias refletidas ou sugeridas pelas declarações prospectivas. Estes riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados, ao custo do combustível de aviação; a disponibilidade de combustível para aeronaves, o impacto de reequilibrar a nosso portfólio de hedge, registrando ajustes de marcação a mercado ou depositando garantia em conexão com nossos contratos de hedge de combustível; os possíveis efeitos de acidentes envolvendo nossas aeronaves; as restrições que as cláusulas financeiras em nossos contratos de financiamento terão sobre nossas operações financeiras e de negócios; questões trabalhistas; interrupções no serviço em um de nossos hubs ou portões de aeroportos; rupturas ou violação da nossa infraestrutura de tecnologia da informação de segurança; nossa dependência da tecnologia em nossas operações; os efeitos do tempo, desastres naturais e sazonalidade em nosso negócio; os efeitos de uma interrupção prolongada em serviços prestados por operadoras regionais de terceiros; falha ou incapacidade do seguro para cobrir uma responsabilidade significativa na refinaria de Trainer em Monroe; o impacto da regulamentação ambiental sobre a refinaria Trainer, incluindo os custos relacionados com o regulamento padrão de combustível renovável; nossa capacidade de reter gestores e funcionários importantes; condições de concorrência na indústria da aviação; os efeitos da ampla regulação governamental sobre os nossos negócios; a sensibilidade da indústria da aviação a períodos prolongados de condições econômicas fracas ou estagnadas; os efeitos de ataques terroristas ou conflito geopolítico; e os efeitos da rápida disseminação de doenças contagiosas.
 
Informações adicionais relativas a riscos e incertezas que poderiam causar diferenças entre os resultados reais e declarações prospectivas estão contidas em nossos relatórios da Securities and Exchange Commission (Comissão de Valores Mobiliários), incluindo nosso Relatório Anual no Formulário 10-K para o ano fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2014. É preciso tomar cuidado para não depositar confiança indevida em nossas declarações prospectivas, as quais representam nossos pontos de vista somente a partir de 19 de janeiro de 2016 e que não temos nenhuma intenção de atualizar.