Equipes da Delta em todo o mundo continuam monitorando o coronavírus, agora oficialmente chamado COVID-19.

À luz da orientação atualizada do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças, na sigla em português) norte-americano, a Delta expandiu sua renúncia das taxas de remarcação de viagem para incluir Seul, Coreia do Sul, até 30 de abril. Anteriormente, a Delta já havia praticado o mesmo tipo de isenção para Xangai e Pequim, China. Mais informações sobre a não cobrança dos encargos de remarcação de viagem podem ser encontradas em Delta.com.

A Delta também emitiu uma isenção das taxas de alteração de viagem para três destinos na Itália, incluindo Bolonha, Milão e Veneza até 2 de março,  alinhada com seus parceiros na Air France.

A saúde e a segurança dos clientes e funcionários é a prioridade máxima da Delta e a companhia colocou em prática uma série de processos e estratégias de mitigação para responder à crescente preocupação com o coronavírus.

A Delta permanece em contato constante com os principais especialistas em doenças transmissíveis do CDC e da OMS (Organização Mundial da Saúde) e com autoridades locais de saúde para responder ao coronavírus, bem como para garantir treinamento, políticas, procedimentos e medidas de limpeza e desinfecção de cabines e exceder as diretrizes.

A companhia está trabalhando com os clientes para fazer ajustes em seus planos de viagem, usando parceiros de codeshare quando apropriado.

Clientes com planos de viagem afetados, incluindo Xangai e Pequim, podem ir à seção Minhas Viagens (My Trips), no site delta.com, para entender suas opções, incluindo:

  • Reacomodação em voos após 30 de abril
  • Reacomodação em companhias aéreas alternativas
  • Solicitação de reembolso
  • Contato com a Delta para discutir opções adicionais

A Delta estima que os voos entre os Estados Unidos e a China permanecerão suspensos até 30 de abril, embora a companhia continue monitorando a situação de perto e possa fazer ajustes adicionais à medida que a situação continuar a evoluir.

Para obter mais informações, visite o site do CDC dedicado ao coronavírus.

Nota do editor: A frase sobre as opções dos clientes foi esclarecida para incluir Xangai e Pequim.

Related Topics:
Share