Essa parceria aumenta significativamente o acesso da Delta ao combustível de aviação sustentável (SAF), ao mesmo tempo em que expande o mercado de combustíveis alternativos. O combustível de aviação sustentável é produzido a partir de matérias-primas biológicas que podem reduzir significativamente o ciclo de vida das emissões de gases de efeito estufa em comparação com o combustível de aviação convencional.

A Delta está avançando em direção à meta de abastecer 10% de sua operação com combustível de aviação sustentável até o final de 2030 ao assinar um acordo com a fabricante de SAF Gevo, que expande significativamente a disponibilidade dessa tecnologia atualmente incipiente. Por meio do acordo, a Delta espera receber cerca de 75 milhões de galões de SAF anualmente por sete anos, com início previsto para meados de 2026.

“O SAF é uma tecnologia fundamental para o setor atingir suas metas de emissão zero”, disse a diretora executiva de Sustentabilidade da Delta, Pam Fletcher. “Hoje, ele é nossa melhor oportunidade para gerar reduções significativas nas emissões das viagens aéreas, mas o mercado precisa de investimento e envolvimento de todas as partes interessadas. Dos políticos federais que financeiramente o colocam no mesmo patamar dos combustíveis rodoviários ao amplo interesse corporativo, todas as partes interessadas precisam impulsionar o acesso ao SAF para expandir o mercado e atender às necessidades do setor”.

A Delta precisará garantir 400 milhões de galões por ano até o final de 2030 para cumprir seu compromisso de aquisição de 10% de SAF, além de aproximadamente 4 bilhões de galões por ano se voar utilizando apenas SAF. No entanto, o mercado continua incipiente devido à oferta limitada e aos altos custos. Hoje, o SAF disponível no mercado é suficiente para suprir apenas um dia de operações da Delta nos níveis pré-pandemia. Mas o segmento precisa dessa tecnologia para crescer e se desenvolver, pois trata-se da solução mais significativa para reduzir as emissões de carbono da aviação.

Delta Air Lines Airbus A350
Article
As empresas esperam criar um modelo comum e mais transparente para analisar potenciais reduções das emissões de gases de efeito estufa que possa ser adotado por organizações que estão considerando os programas de combustível de aviação sustentável (SAF, na sigla em inglês*)

O SAF pode reduzir o ciclo de vida das emissões de gases de efeito estufa, que é o impacto desses gases oriundos do combustível durante cada etapa de sua produção e uso, em até 80% em comparação com os combustíveis fósseis para aviação. Ele pode aproveitar a tecnologia e a infraestrutura existentes, como tubulações de entrega de combustível, e ser utilizado nos modelos de frota atuais. O SAF é misturado com o combustível de aviação convencional para diminuir as emissões gerais, ao mesmo tempo em que atende aos regulamentos da FAA (Federal Aviation Administration, ou Administração Federal de Aviação, em português).

“Em nome de toda a equipe da Gevo, quero parabenizar nossos parceiros da Delta por sua liderança em impulsionar continuamente o setor de aviação rumo à emissão zero. A produção de SAF cria empregos bem remunerados em sua fabricação, melhora a qualidade ambiental para todos e promove a oportunidade econômica rural para produção de matérias-primas”, disse o Ph.D e CEO da Gevo, Patrick R. Gruber. “Com as políticas corretas e os incentivos em vigor, podemos alcançar um futuro em que o combustível de aviação sustentável seja uma solução climática viável que beneficie as viagens aéreas e além delas”.

Em 2021, a Delta comprou mais de 300 000 galões de SAF, colaborando com seus parceiros corporativos para ajudar a expandir o ainda subdesenvolvido mercado de SAF.

A350
Article
Essa associação é o primeiro contrato plurianual de SAF da Delta e baseia-se na lista crescente de empresas de gerenciamento de viagens e parceiros corporativos que compartilham o compromisso da companhia de apoiar o futuro das viagens aéreas sustentáveis.

A companhia também se juntou à First Movers Coalition, uma parceria público-privada e plataforma projetada para acelerar e tornar viável o desenvolvimento de tecnologias e combustíveis inovadores, ajudando setores difíceis de lidar com as emissões, como a aviação, a reduzir a liberação de gases de efeito estufa.

Article
The coalition is spearheaded by the U.S. State Department and the World Economic Forum and reflects Delta’s leadership as the world’s first carbon neutral airline.

Por meio dessa e de outras colaborações, a Delta defende o apoio a políticas e incentivos de mercado que catalisarão o crescente mercado de SAF, tanto para matéria-prima como para crédito fiscal específico para SAF tecnologicamente neutro, juntamente com um robusto programa de concessão de SAF. Leia mais sobre os esforços da Delta para expandir o mercado desse combustível ambientalmente correto no Delta News Hub.

DL AC Exterior 764
Article
Delta and Airbus will collaborate on industry-leading research to accelerate the development of a hydrogen-powered aircraft and the ecosystem it requires.

DECLARAÇÕES PROSPECTIVAS

As declarações feitas neste comunicado que não são fatos históricos, incluindo declarações sobre nossas estimativas, expectativas, crenças, intenções, projeções, metas, aspirações, compromissos ou estratégias para o futuro, devem ser consideradas “declarações prospectivas” nos termos da Lei de Valores Mobiliários de 1933, conforme alterado, da Lei de Mudanças de Valores Mobiliários de 1934, conforme alterado, e da Lei de Reforma de Litígios de Valores Mobiliários de 1995. Tais declarações não são garantias ou resultados prometidos e não devem ser interpretadas como tal. Todas as declarações prospectivas envolvem vários riscos e incertezas que podem fazer com que os resultados reais sejam materialmente diferentes das estimativas, expectativas, crenças, intenções, projeções, metas, aspirações, compromissos e estratégias refletidas ou sugeridas pelas declarações prospectivas. Esses riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados, àqueles descritos em nossos registros na Comissão de Bolsa e Valores, inclusive em nosso Relatório Anual no Formulário 10-K para o ano fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2021. Deve-se tomar cuidado para não depositamos confiança indevida em nossas declarações prospectivas, que representam nossos pontos de vista apenas na data deste comunicado e que não assumimos nenhuma obrigação de atualizar, exceto na medida exigida por lei.

Share