Skip to main content

Delta News Hub Logo

Ed Bastian ajudou a guiar a Delta pelos dias mais difíceis e pela ascensão à excelência.

Em 2004, Ed Bastian enfrentou uma decisão difícil. Como diretor de controladoria da Delta, encontrou-se em uma encruzilhada entre sua dedicação à companhia aérea e o desacordo com a direção estratégica da empresa em uma época que a indústria da aviação estava lutando para sobreviver.

Ele descreveu esta como a decisão mais importante da sua carreira.

 “Os funcionários tinham feitos esforços fora do comum para manter a empresa em atividade”,  disse. “Eles haviam feito várias concessões e a empresa estava desperdiçando isto”.

Sentindo que estava sendo ignorado, Bastian percebeu que ele não poderia ficar quieto enquanto a Delta ia na direção errada. “Eu não poderia ser parte disto”, disse ele. “Foi muito difícil tomar a decisão, mas eu precisava seguir meu coração, então eu deixei a empresa”.

Ele estava na Delta há seis anos e considerava a empresa sua casa e seus funcionários, sua família. “Foi a decisão profissional mais difícil que já tomei”, ele disse.

Por mais difícil que tenha sido, foi o desvio mais curto na jornada de Bastian na Delta.

Seis meses depois, o telefone dele tocou. Era Jerry Grinstein, que recentemente havia sido escolhido o novo CEO da Delta. Grinstein estava levando a empresa em uma nova direção, comprometido em restaurar a cultura única da Delta e queria a ajuda de Bastian para liderar a equipe na recuperação da companhia aérea.

 “Meu coração queria voltar”, disse Bastian e ele concordou em retornar – aceitando uma significativa redução de salário.

 “Acho que algumas pessoas pensaram que eu era louco por deixar um bom trabalho com um bom salário para voltar à Delta, o que foi muito difícil”, disse ele. “Mas no meu coração eu sabia que era a coisa certa a fazer”.

Hoje, anos após trabalhar na Delta durante uma de suas épocas mais difíceis, Bastian assume como o novo CEO da Delta. Ele observa que é a primeira vez em décadas que a companhia aérea tem um funcionário elevado ao cargo mais alto em uma transição gradual.

 “Decidimos há algum tempo que uma sucessão gradual iria ser super importante”, disse ele. A mudança executiva estava em planejamento por mais de um ano antes de ser anunciada em fevereiro. Junto com Bastian, o conselho de diretores da Delta nomeou Glen Hauenstein como o novo presidente da Delta e Gil West como o vice-presidente sênior e diretor de operações.

Embora seja novo na posição mais elevada da companhia aérea, Bastian tem sido muito importante no seu progresso. O retorno à Delta em 2004 foi o início de uma jornada que o levou à frente de uma equipe que projetou uma das reviravoltas mais notáveis no mundo dos negócios norte-americanos. Inicialmente ao lado Grinstein e, em seguida, Richard Anderson (nomeado CEO em 2007), Bastian ajudou a criar um novo modelo de negócios para a Delta que trouxe rentabilidade e estabilidade constante para a companhia aérea, recompensas financeiras para os seus funcionários e a melhor operação e atendimento ao cliente da indústria.

‘Você tem que ser destemido’

Ed Bastian speaking

Bastian, 58 anos, cresceu na cidade de Poughkeepsie, em Nova York, o mais velho de nove filhos. Seu pai era um dentista que atendia seus clientes em casa e sua mãe era sua assistente.

Ele gostava muito de baseball e queria ser um jogador profissional. Mas sua habilidade em matemática levou-o a estudar ciências contábeis na St. Bonaventure University, uma pequena universidade franciscana no sul de Buffalo, em Nova York.

Após se formar, ele começou a trabalhar na empresa de contabilidade Price Waterhouse em Nova York. Lá, ele passou por um momento de definição em sua carreira quando, como um jovem auditor, descobriu um caso de delito financeiro significativo em uma agência de publicidade que alguns de seus parceiros mais experientes não haviam notado.

Ele expôs um enorme caso de fraude e o caso legal decorrente resultou na demissão de alguns parceiros na empresa.

"Foi uma grande experiência de aprendizagem que me ensinou a confiar em meus instintos", disse ele. "Também aprendi que você tem que ser destemido com as coisas que são importantes".

Bastian cresceu na empresa, tornando-se sócio aos 32 anos. Um momento notável em seus anos de Price Waterhouse foi quando ele apareceu na premiação Video Music Awards da MTV como o contador responsável pela votação.

Ele trabalhou na Pepsi, atuando em finanças internacionais da sua divisão de salgadinhos Frito-Lay. Lá, Bastian aprendeu a progredir no mundo dos negócios internacionais e conheceu a força de marketing de uma marca global.

"Eu estava sempre disposto a dar uma chance e entrar em lugares para tentar algo novo, mesmo que eu não fosse tão qualificado na teoria", disse ele. "Sempre tive confiança que poderia realizar o que fosse colocado à minha frente."

Em 1998, ele chegou à Delta para se tornar diretor de controladoria. Na época, a indústria da aviação estava passando por uma boa fase, enchendo aviões com passageiros corporativos cheios de dinheiro de empresas de Internet e tecnologia.

Não durou muito.

Saída e retorno

Bastian não estava há muito tempo na Delta quando estourou o boom da Internet. A tragédia de 11 de setembro ocorreu pouco depois e as grandes companhias aéreas entraram em decadência, incluindo a Delta.

Além da fraca demanda de viagens e economia enfraquecida, as grandes companhias aéreas estavam lidando com uma onda de transportadoras novas com tarifas extremamente baixas. Mesmo depois de algum tempo, quando muitas dessas companhias aéreas saíram do mercado, nesta época elas causaram enormes danos às grandes companhias aéreas, vendendo assentos por valores abaixo do custo.

Bastian tornou-se cada vez mais decepcionado com a estratégia de negócios da Delta, que combinou o grande corte de custos, em grande parte voltado aos funcionários, com a reprodução da estratégia destas companhias aéreas low-cost.

"Nós estávamos seguindo a moda da época", disse ele. "Estávamos tentando nos tornar algo que não éramos – e perdemos nossa identidade no processo. ”

"Nós não fomos à falência tomando decisões inteligentes", continuou ele. "Nós tomamos várias decisões ruins."

Nesta época, a gestão foi fortemente contra a declaração de falência, outra posição que Bastian discordou.

"Nós tínhamos que declarar falência”, disse ele. "Estávamos fazendo um desserviço a nossos funcionários ao evitar estas decisões difíceis".

Para o futuro

Após retornar como diretor financeiro, Bastian liderou a reestruturação da companhia aérea. Não foi fácil e nem todos acreditavam que a companhia aérea iria sobreviver apesar de sua história.

Ed Bastian at Media day in 2016

"Muitas pessoas achavam que iríamos fechar as portas", disse ele. "Estávamos indo um passo de cada vez, trabalhando apenas para manter a operação funcionando".

Em um momento, Bastian foi à Nova York com uma equipe de finanças para convencer investidores que valia a pena apostar no futuro da Delta e de seus funcionários. Ele conseguiu US$ 2 bilhões em financiamento, mantendo a companhia aérea em funcionamento e criando condições para a sua fusão e transformação em uma das companhias aéreas mais bem-sucedidas do mundo.

Mas antes, a Delta enfrentou uma oferta de aquisição hostil pela US Airways e seu então CEO Doug Parker – algo que muitos analistas esperavam que a US Airways ganhasse facilmente.

Os funcionários da Delta reuniram-se para manter a Delta independente, utilizando o slogan “Keep Delta My Delta” ("Mantenha a Delta Minha Delta", em português) como uma chamada à ação de preservar a cultura da empresa. "A força da voz do funcionário era muito importante", Bastian disse ao Wall Street Journal em 2007, classificando a tentativa de aquisição como "77 dias de inferno."

Os credores rejeitaram a oferta da Parker e decidiram manter a Delta independente. Pouco depois, a companhia aérea saiu da falência.

Como diretor financeiro, Bastian insistiu que a Delta compartilhasse seu lucro de desempenho com os funcionários. O resultado foi o plano de participação nos lucros e Shared Rewards da Delta, assim como aumentos de salário para os funcionários.

No dia 14 de fevereiro de 2008, os funcionários da Delta receberam seus primeiros cheques de participação nos lucros após a falência, que totalizaram US$ 158 milhões. Desde então, as recompensas cresceram significativamente, com um pagamento de US$ 1,5 bilhão em 2015. Nos últimos cinco anos, a Delta pagou um total de US$ 4,1 bilhões aos seus funcionários com seu programa de participação nos lucros e Shared Rewards, sendo um dos mais generosos em todo os Estados Unidos.

Bastian também viu uma oportunidade de ajudar os funcionários da Delta por conta de um pagamento de ações que estava programado para ir para Grinstein por seu tempo como CEO. Grinstein disse a Bastian ele não queria as ações, que valiam cerca de US$ 5 milhões.

"Então, Mike Campbell e eu perguntamos a ele se poderíamos pegar estas ações e usá-las para iniciar um fundo para os funcionários necessitados da Delta", disse Bastian. O estoque ajudou a iniciar o Delta Care Fund, que fornece apoio financeiro a funcionários da Delta que enfrentam alguma crise inesperada. Ele é inteiramente financiado por funcionários da Delta e Bastian pede com frequência que funcionários doem para o Care Fund.

 ‘Nunca esquece os maus momentos’

No dia 1º de setembro de 2007, Bastian foi promovido a presidente quando Anderson substitui Grinstein e os dois começaram uma longa parceria, com Bastian supervisionando tanto o lado comercial quando o internacional dos negócios da companhia aérea.

Como presidente e membro do Conselho de Administração da Delta, Bastian desempenhou um papel fundamental na estratégia de recuperação da companhia aérea, incluindo as principais decisões como a troca de horários que tornou o hub do aeroporto de LaGuardia um sucesso da Delta; a compra da refinaria de Trainer para se proteger contra os custos de refino; e o movimento para aumentar a eficiência, reduzindo a dependência da Delta em pequenos jatos regionais e atualizando as aeronaves da linha principal.

Com Richard, ele estava na dianteira do desenvolvimento da estratégia de parceria internacional da Delta, que incluiu investimentos de capital em companhias aéreas como a Virgin Atlantic, GOL, China Eastern e Aeromexico. Ao contrário de parcerias de codeshare tradicionais, as parcerias de capital da Delta resultam em um alto nível de cooperação entre as companhias aéreas para garantir que os clientes recebam os benefícios de valores de negócios compartilhados e metas comuns.

Richard Anderson and Ed Bastian holding up newspapers

As parcerias ajudam a Delta a oferecer uma rede global líder da indústria que a torna competitiva com qualquer companhia aérea, em especial para os viajantes de negócios internacionais.

Bastian tem assento no conselho de administração da companhia aérea brasileira GOL, da Aeromexico e da Virgin Atlantic.

Após o anúncio em fevereiro que Bastian iria se tornar o próximo CEO da Delta, ele embarcou em um percurso contínuo para ouvir funcionários, se reconectar com velhos amigos e conhecer novos. Ele frequentemente cita o aumento do número de jovens em rankings da Delta que não estavam aqui durante os tempos mais difíceis da empresa.

"Temos muitos funcionários que não passaram por aquilo, cujo tempo aqui tem sido sobre participação nos lucros e aumentos", disse ele durante uma recente reunião com funcionários em Atlanta. "Mas aqueles de nós que têm as cicatrizes nunca esquecerão os maus momentos e nós vamos nos assegurar de que a Delta nunca passe por isso novamente."

Apesar dos rigores do trabalho, ele diz que está determinado a apreciar a honra de ser CEO da Delta.

"Não há sentido em fazer isso se você não vai gostar do trabalho", disse ele. Ainda assim, ele acrescentou com uma risada, "às vezes eu acordo suando frio e me pergunto como cheguei aqui."

Bastian leva a sério o valor fundamental da Delta de apoiar as comunidades onde vive e trabalha. Ele tem sido ativo em diversas organizações comunitárias, incluindo a Habit for Humanity.

Em 2014, Bastian concluiu com êxito a Maratona de Nova York após se comprometer com a equipe local  que iria participar da corrida quando a Delta se tornou rentável em Nova York. Mas ele não apenas correu – como parte dos esforços, mas também angariou US$ 400 mil para a Rally Foundation for Childhood Cancer Research.

"Meu irmão mais novo foi diagnosticado com câncer aos 15 anos e foi um dos sortudos", escreveu Bastian em uma carta à campanha de arrecadação de fundos. "Apesar do prognóstico para sobreviver como um em cada dez, ele perdeu a perna para a doença, mas não a sua vida. Ele tem sido uma inspiração para mim e acabou dedicando sua vida a construir próteses para as vítimas que perderam membros ".

Como Richard, Bastian já se convenceu há muito tempo que a chave para o sucesso da Delta são seus funcionários.

"Os funcionários da Delta são os melhores da indústria", disse ele "Todas as companhias aéreas têm muitas das mesmas ferramentas, mas a única coisa que eles não têm é o encanto dos funcionários da Delta".

 

Português (Portuguese)

Related Topics

Related topics