Os clientes da Delta na cidade podem esperar atualizações e expansões em ambos os hubs locais da Delta este ano, já que a companhia aérea número 1 de Nova York segue com o investimento de 7 bilhões de dólares em infraestrutura feito apenas nos aeroportos nova-iorquinos desde 2010.

A Delta comemorou grandes marcos na infraestrutura aeroportuária em 2022, quando a companhia inaugurou novos terminais em seus hubs de Nova York-LaGuardia (LGA) e Los Angeles e abriu seis Delta Sky Clubs novos ou atualizados em todo o mundo. Mas ainda não terminamos, e um trabalho empolgante está por vir em 2023, tudo parte do investimento de mais de 12 bilhões de dólares da Delta em aeroportos de costa a costa e o compromisso de transformar a experiência de viagem tanto em solo quanto no ar.

Os clientes da Delta na cidade de Nova York podem esperar atualizações e expansões em ambos os hubs locais da Delta este ano, já que a companhia aérea número 1 da cidade de Nova York* segue com o investimento de 7 bilhões de dólares em infraestrutura feito apenas nos aeroportos nova-iorquinos desde 2010.

“Enquanto a Delta continua a reforçar sua posição de liderança como transportadora global premium na cidade de Nova York, seguimos comprometidos em construir aeroportos do futuro que sejam confortáveis, fáceis de percorrer e que façam parte de uma jornada conectada sem esforço”, disse o vice-presidente de Vendas de Nova York e da Divisão Leste, Chuck Imhof.

EXPANSÃO E CONSOLIDAÇÃO DO AEROPORTO INTERNACIONAL JOHN F. KENNEDY

O mais recente projeto de expansão de 1,5 bilhão de dólares da Delta em Nova York-JFK começou há apenas 13 meses, e a companhia e seus parceiros da Autoridade Portuária e do Terminal Aéreo Internacional JFK têm trabalhado rapidamente para oferecer uma experiência ainda mais elevada para clientes locais e de conexão.

Ed Bastian joins New York officials at JFK.
Article
The expansion continues Delta’s history of investments in New York and will allow Delta to offer customers a seamless travel experience by consolidating operations into Terminal 4.

Desde 14 de janeiro, a Delta transferiu oficialmente suas operações do Terminal 2 e consolidou todas as operações no Terminal 4, com 10 novos portões agora abertos no saguão A, que conta com áreas de estar modernas e espaçosas e banheiros reformados, com concessões em breve.

A área atualizada de check-in e despacho de bagagem utiliza a tecnologia mais recente para aprimorar a eficiência durante os períodos de maior movimento e inclui as seguintes melhorias:

  • Painel digital exclusivo da Delta com informações atualizadas dos portões de embarque.
  • Quiosques de autoatendimento para o check-in.
  • Localização aprimorada para o despacho de malas.

E ainda há mais por vir. A expansão do saguão B, com conclusão prevista para o início do outono (do Hemisfério Norte) de 2023, contará com 28 portões que podem acomodar vários tipos de aeronaves, um ponto de verificação de segurança expandido e área de coleta de bagagem, além de novos banheiros.

Os clientes do Delta Sky Club terão a inauguração de um lounge de quase 1 300 metros quadrados no saguão A do T4 neste verão (do Hemisfério Norte), com assentos planejados para mais de 200 pessoas. Para atender os clientes no saguão A nesse ínterim, um Delta Sky Club Express está em funcionamento, oferecendo assentos limitados e serviço de bebidas, além de opções rápidas para viagem. O Delta Sky Club no saguão B também permanece aberto.

O JFK será ainda o primeiro aeroporto a hospedar uma sala VIP exclusiva para clientes Delta One, com inauguração prevista para o início de 2024. O Delta One Club pioneiro se localizará ao lado do principal posto de controle de segurança no Terminal 4 e terá aproximadamente 3 400 metros quadrados, sendo o maior na rede Delta Sky Club. Os clientes Delta One que visitarem o espaço encontrarão um nível de serviço personalizado e dedicado que eleva ainda mais a experiência do lounge.

RUMO À CONCLUSÃO DO TERMINAL C EM LGA

A Delta inaugurou seu Terminal C de última geração em Nova York-LGA em junho passado, e a obra continua para concluir os dois saguões restantes até o final de 2024.

LaGuardia Airport (LGA)
FEATURE
Delta is celebrating its latest investment in New York as it prepares to open its new Terminal C at LaGuardia Airport to customers, a massive milestone in the $4 billion program to transform and modernize one of the airline’s key hubs.

Os primeiros quatro portões do terceiro novo saguão foram abertos aos clientes em outubro passado, enquanto os primeiros quatro portões do quarto e último saguão serão entregues no final deste outono (do Hemisfério Norte). Novas passarelas conectando os halls de embarque e desembarque diretamente aos novos saguões terão sua inauguração antes do verão (do Hemisfério Norte) de 2024, criando viagens cada vez mais eficientes pelo aeroporto conforme a construção é concluída.

Depois de finalizado, o Terminal C terá 120 000 metros quadrados com 37 portões de embarque em quatro saguões. O terminal otimizado oferecerá ainda mais velocidade e eficiência de que os viajantes de Nova York precisam, com tecnologias atualizadas, como despacho de bagagem hands-free, check-in por autoatendimento e recursos de verificação por reconhecimento facial, permitindo uma circulação perfeita e integrada no aeroporto.

O LGA também abriga o maior Delta Sky Club da companhia aérea, com capacidade para quase 600 clientes em uma área de 3 160 metros quadrados (em seu estado final). O Club dispõe de cozinha gourmet, bar premium, dois bufês de jantar e duas estações de hidratação; as adições futuras incluem um Sky Deck aberto durante todo o ano, em qualquer clima, oferecendo vistas deslumbrantes das pistas, e um segundo bar premium.

A Delta iniciou a construção desse enorme projeto, com duração de vários anos, em 2017, com o primeiro saguão aberto para clientes em 2019. A companhia conseguiu acelerar os cronogramas de construção durante a pandemia para entregar essa instalação aos clientes de Nova York quase dois anos antes do planejado originalmente.

A posição exclusiva de hub duplo da Delta na cidade de Nova York permite que a empresa ofereça mais de 470 partidas diárias para mais de 120 destinos. Neste verão (do Hemisfério Norte), a companhia fará sua maior programação transatlântica a partir do JFK, oferecendo mais de 225 partidas semanais para 32 destinos, incluindo Berlim, Genebra e Londres-Gatwick, todas rotas não voadas desde a pandemia ou mesmo antes dela.

RELACIONADO: Delta já olha para o próximo verão com serviço expandido para destinos europeus populares

*Número 1 com base em assentos e partidas de JFK e LGA (conforme LTM1Q23) e passageiros e receita (conforme LTM3Q22).

Share